Home » Dicas Honey » 10 tendências em alimentos em 2019
Dicas Honey
10 tendências em alimentos em 2019

De que se trata a tendências em alimentos e como pode se beneficiar dela da melhor forma possível? Uma tendência é algo em que você pode inspirar, mas não deve ser o fator determinante em sua vida.

 No mercado de alimentos e bebidas, também temos tendências para o ano de 2019. Embora a idéia de tendências alimentares possa parecer algo irrelevante nada é realmente novo, comida é comida e seguir essas tendências pode ser uma ótima maneira de variar sua dieta, experimentar coisas novas e manter uma alimentação saudável, interessante e divertida.

1.  Sobremesas mais saudáveis

Comer hummus de sobremesa vai ficar ainda mais popular esse ano. Sobremesas à base de grão de bico geralmente contêm adição de açúcar, então não são exatamente um alimento saudável, mas também contêm fibras e proteínas que não são encontradas na sobremesa tradicional. Os alfajores sem glúten vão vir também como tendência deixando as sobremesas mais leves.

2. Leite de aveia 

O leite que vem sem laticínios, sem nozes e muitas vezes sem glúten esse substituto do leite normal atrai seu público com a textura mais cremosa, também conta com mais proteína que o leite de nozes e mais fibras do que os outros leites. O leite de aveia está se tornando cada vez mais comum nos cafés e promete ser muito consumido esse ano.

3. Menos carne e mais proteína selvagem

Aumenta a busca por mais vegetais  e menos carne no dia a dia, uma tendência que se fortaleceu em 2018, criou também uma nova demanda por tipo diferentes proteínas. Os consumidores querem agora varias as opções de carne nos pratos, saindo da combinação obvia de bovino, suíno, frango, peixe. Aumenta a procura por proteínas selvagens como insetos, ovas, frutos do mar e algas nesse ano.

4. Água de coco terá concorrência

Por anos a água de coco foi comercializada como ótimo hidratante, cura para ressaca e alternativa a água comum. Em 2019, procure outras águas alternativas para assumir o controle da bebida. O Healthy Snacks Trend Report KIND destaca dois em especial: “água de bordo, que contém menos da metade do açúcar da água de coco, assim como a água do cacto, que é promovida para a revitalização da pele”. 

5. A jaca será o novo substituto de carne

A jaca é uma alternativa popular, já sendo usada no lugar de itens como carne de porco desfiada de churrasco, de acordo com o relatório da Whole Foods. A fruta é nativa do sudeste da Ásia. Os americanos usam a fruta para substituir a carne há alguns anos (graças a uma textura fibrosa que imita carne de porco ou carne bovina), mas 2019 será o ano em que a jaca puxada realmente vai fazer sucesso. A jaca é uma boa fonte de ferro, cálcio e vitaminas do complexo B, e usá-la como um substituto para a carne ajuda a reduzir calorias e gordura saturada de sua dieta.

6.  Harissa terá maior consumo

Não há necessidade de se livrar do tempero de aves e do cominho moído.  Haverá um espaço em 2019 para os temperos como harissa, dukkah e ras el hanout. Todos eles são muito utilizados na culinária africana. Harissa é uma pasta levemente picante feita com pimenta vermelha, tomate, pimentão e algumas outras especiarias, pode ser uma substituta do extrato de tomate em quase todas as receitas, além de ter um impacto nutricional similar.

7. Frozens de abacate, hummus e água de coco

Sorvetes livres de laticínios, feitos com leites alternativos, estão finalmente acertando nos departamentos de sabor e textura, de acordo com o relatório de tendências Whole Foods. Este ano, as marcas levarão as coisas um passo adiante ao experimentar novas bases de sorvete, como homus, abacate e tahine. As guloseimas congeladas são uma ótima maneira de as marcas experimentarem diferentes ingredientes, porque não estragam como acontece com os alimentos frescos.

8.  O boom dos produtos ''free''

Nos dias atuais, nota-se uma recorrência cada vez maior de pessoas que contam com inúmeras restrições alimentares.  Dessa forma, vem surgindo novos nichos no mercado de alimentação, com destaque para os produtos "free", livres de determinada substância. Entre eles, podemos ressaltar os alimentos sem glúten e sem lactose: o primeiro voltado para pessoas celíacas, que encontram dificuldades de digerir a gliadina (proteína do glúten); o segundo para pessoas que têm intolerância à lactose, o que pode gerar inúmeros problemas e desconfortos. Esses produtos free vão ser mais buscados no ano de 2019 criando assim uma mentalidade mais saudável no consumidor.

9. Aumento do consumo de beterraba 

A beterraba está crescendo no mercado. Enquanto as beterrabas rubi causam uma ruim impressão, as beterrabas douradas dominam o mercado. O vegetal também faz parte do atual movimento vegetal por exemplo, é utilizado para pratos como '' espaguete e almôndegas de beterraba''. As beterrabas em forma líquida adicionam um sabor terroso em sucos e smoothies e se convertem em tendência esse ano. 

10. Fusão de sabores de culinárias de origens diferentes 

A fusão de sabores de culinárias de origens diferentes deve aparecer com força em 2019. Vietnam com América do Sul, México com Ásia. A descontração, menus descomplicados e comidas de outros lugares, inspirados por conta da imigração. Curitiba ganhou no fim de 2018 o primeiro restaurante de comida venezuelana, na vila gastronômica Vila Urbana, o restaurante é comandado por refugiados que se conheceram na cidade. Outros países como Argentina, Estados Unidos, Reino Unido e Canadá já adotaram a fusão de sabores de culinárias de origens diferentes.

Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
10 tendências em alimentos em 2019

De que se trata a tendências em alimentos e como pode se beneficiar dela da melhor forma possível? Uma tendência é algo em que você pode inspirar, mas não deve ser o fator determinante em sua vida.

 No mercado de alimentos e bebidas, também temos tendências para o ano de 2019. Embora a idéia de tendências alimentares possa parecer algo irrelevante nada é realmente novo, comida é comida e seguir essas tendências pode ser uma ótima maneira de variar sua dieta, experimentar coisas novas e manter uma alimentação saudável, interessante e divertida.

1.  Sobremesas mais saudáveis

Comer hummus de sobremesa vai ficar ainda mais popular esse ano. Sobremesas à base de grão de bico geralmente contêm adição de açúcar, então não são exatamente um alimento saudável, mas também contêm fibras e proteínas que não são encontradas na sobremesa tradicional. Os alfajores sem glúten vão vir também como tendência deixando as sobremesas mais leves.

2. Leite de aveia 

O leite que vem sem laticínios, sem nozes e muitas vezes sem glúten esse substituto do leite normal atrai seu público com a textura mais cremosa, também conta com mais proteína que o leite de nozes e mais fibras do que os outros leites. O leite de aveia está se tornando cada vez mais comum nos cafés e promete ser muito consumido esse ano.

3. Menos carne e mais proteína selvagem

Aumenta a busca por mais vegetais  e menos carne no dia a dia, uma tendência que se fortaleceu em 2018, criou também uma nova demanda por tipo diferentes proteínas. Os consumidores querem agora varias as opções de carne nos pratos, saindo da combinação obvia de bovino, suíno, frango, peixe. Aumenta a procura por proteínas selvagens como insetos, ovas, frutos do mar e algas nesse ano.

4. Água de coco terá concorrência

Por anos a água de coco foi comercializada como ótimo hidratante, cura para ressaca e alternativa a água comum. Em 2019, procure outras águas alternativas para assumir o controle da bebida. O Healthy Snacks Trend Report KIND destaca dois em especial: “água de bordo, que contém menos da metade do açúcar da água de coco, assim como a água do cacto, que é promovida para a revitalização da pele”. 

5. A jaca será o novo substituto de carne

A jaca é uma alternativa popular, já sendo usada no lugar de itens como carne de porco desfiada de churrasco, de acordo com o relatório da Whole Foods. A fruta é nativa do sudeste da Ásia. Os americanos usam a fruta para substituir a carne há alguns anos (graças a uma textura fibrosa que imita carne de porco ou carne bovina), mas 2019 será o ano em que a jaca puxada realmente vai fazer sucesso. A jaca é uma boa fonte de ferro, cálcio e vitaminas do complexo B, e usá-la como um substituto para a carne ajuda a reduzir calorias e gordura saturada de sua dieta.

6.  Harissa terá maior consumo

Não há necessidade de se livrar do tempero de aves e do cominho moído.  Haverá um espaço em 2019 para os temperos como harissa, dukkah e ras el hanout. Todos eles são muito utilizados na culinária africana. Harissa é uma pasta levemente picante feita com pimenta vermelha, tomate, pimentão e algumas outras especiarias, pode ser uma substituta do extrato de tomate em quase todas as receitas, além de ter um impacto nutricional similar.

7. Frozens de abacate, hummus e água de coco

Sorvetes livres de laticínios, feitos com leites alternativos, estão finalmente acertando nos departamentos de sabor e textura, de acordo com o relatório de tendências Whole Foods. Este ano, as marcas levarão as coisas um passo adiante ao experimentar novas bases de sorvete, como homus, abacate e tahine. As guloseimas congeladas são uma ótima maneira de as marcas experimentarem diferentes ingredientes, porque não estragam como acontece com os alimentos frescos.

8.  O boom dos produtos ''free''

Nos dias atuais, nota-se uma recorrência cada vez maior de pessoas que contam com inúmeras restrições alimentares.  Dessa forma, vem surgindo novos nichos no mercado de alimentação, com destaque para os produtos "free", livres de determinada substância. Entre eles, podemos ressaltar os alimentos sem glúten e sem lactose: o primeiro voltado para pessoas celíacas, que encontram dificuldades de digerir a gliadina (proteína do glúten); o segundo para pessoas que têm intolerância à lactose, o que pode gerar inúmeros problemas e desconfortos. Esses produtos free vão ser mais buscados no ano de 2019 criando assim uma mentalidade mais saudável no consumidor.

9. Aumento do consumo de beterraba 

A beterraba está crescendo no mercado. Enquanto as beterrabas rubi causam uma ruim impressão, as beterrabas douradas dominam o mercado. O vegetal também faz parte do atual movimento vegetal por exemplo, é utilizado para pratos como '' espaguete e almôndegas de beterraba''. As beterrabas em forma líquida adicionam um sabor terroso em sucos e smoothies e se convertem em tendência esse ano. 

10. Fusão de sabores de culinárias de origens diferentes 

A fusão de sabores de culinárias de origens diferentes deve aparecer com força em 2019. Vietnam com América do Sul, México com Ásia. A descontração, menus descomplicados e comidas de outros lugares, inspirados por conta da imigração. Curitiba ganhou no fim de 2018 o primeiro restaurante de comida venezuelana, na vila gastronômica Vila Urbana, o restaurante é comandado por refugiados que se conheceram na cidade. Outros países como Argentina, Estados Unidos, Reino Unido e Canadá já adotaram a fusão de sabores de culinárias de origens diferentes.

Compartilhe!

SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM