Home » Dieta » 5 Coisas que Todas as Dietas de Sucesso Têm em Comum
Dieta
5 Coisas que Todas as Dietas de Sucesso Têm em Comum

Parece que ultimamente existe dieta brotando do chão, não é? Cada semana é um novo método miraculoso que surge com a promessa de rápido emagrecimento.
 
Mas, existem algumas dietas que mesmo depois de serem testadas por algum tempo, conseguiram manter seu posicionamento como opção saudável.
 
Estas incluem a Dieta Mediterrânica, Dietas Low-Carb, Dieta Paleo e Alimentos Integrais, Dieta Plant-Based.
 
Essas dietas – e outras mostradas como saudáveis ​​a longo prazo – compartilham algumas semelhanças importantes.
 
Aqui estão 6 coisas que as dietas mais famosas do mundo têm em comum.
 

1• Baixo em Açúcar Adicionado

 
Açúcar adicionado é um dos aspectos menos saudável da dieta moderna.
 
Embora algumas pessoas consigam ingerir quantidades moderadas de açúcar sem problemas, a maioria das pessoas está comendo açúcar demais ().
 
Quando você come muita frutose – uma das principais formas de açúcar – ela sobrecarrega o fígado, que é forçado a transformá-lo em gordura ().
 
O fígado é capaz de remover parte dessa gordura, como a lipoproteína de muito baixa densidade (VLDL) – aumentando os triglicerídeos do sangue – mas parte dela permanece no fígado.
 
De fato, acredita-se que a ingestão excessiva de frutose seja um fator importante na doença hepática gordurosa não alcoólica.
 
Também está associada a muitas outras condições, incluindo obesidade, diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.
 
Além disso, o açúcar refinado fornece calorias vazias, pois fornece muitas calorias, mas praticamente nenhum nutriente essencial. (falamos sobre açúcar aqui)
 
A maioria dos especialistas concorda que a ingestão excessiva de açúcar é prejudicial. Portanto, as dietas mais bem sucedidas tornam prioritário reduzir o açúcar adicionado.
 

2• Eliminar Carboidratos Refinados

 
Carboidratos refinados – que são açúcar e alimentos ricos em amido processados, incluindo grãos, que tiveram a maior parte da fibra removida – são outro ingrediente que os especialistas em nutrição acreditam ser prejudicial à saúde.
 
O carboidrato refinado mais comum é a farinha de trigo, que é consumida em grandes quantidades nos países ocidentais.
 
Como os grãos refinados são feitos pulverizando os grãos integrais e removendo o farelo e o endosperma – as partes fibrosas e nutritivas – o amido refinado fornece muitas calorias, mas quase nenhum nutriente essencial.
 
Sem a fibra do grão integral, o amido pode causar picos rápidos no açúcar no sangue, levando ao descontrole alimentar algumas horas depois, quando o açúcar do sangue despenca.
 
Estudos ligam carboidratos refinados a várias condições metabólicas, incluindo obesidade, diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.
 
Embora algumas dietas – como paleo e low-carb – eliminem totalmente os grãos, todas as dietas bem-sucedidas, pelo menos, enfatizam a limitação de grãos refinados e substituí-los por suas contrapartes inteiras e saudáveis.
 
Saiba mais:
 

3• Eliminar Gorduras Trans Artificiais

 
As gorduras trans são geralmente produzidas pela hidrogenação de óleos vegetais, o que os torna sólidos à temperatura ambiente e aumentam a vida útil.
 
Numerosos estudos relacionam gorduras trans ao aumento da inflamação e doenças cardíacas.
 
A evidência é tão forte que muitos países limitaram ou proibiram o uso de gorduras trans nos alimentos.
 
Nos Estados Unidos, a proibição federal de gorduras trans entrou em vigor em junho de 2018, embora os produtos já fabricados ainda possam ser distribuídos até janeiro de 2020, ou em alguns casos, 2021.
 

4• Alta em Legumes e Fibras

 
Muitas dietas limitam ou eliminam certos alimentos.
 
Por exemplo, as dietas baseadas em vegetais minimizam ou eliminam completamente os alimentos de origem animal, enquanto as dietas low-carb e paleo eliminam os grãos.
 
No entanto, embora algumas dietas bem-sucedidas possam restringir vegetais ricos em carboidratos e ricos em amido, todas as dietas saudáveis incluem muitos vegetais em geral.
 
É universalmente aceito que vegetais são saudáveis, e numerosos estudos apoiam isso, mostrando que o consumo de vegetais está ligado à redução do risco de doenças.
 
Legumes são ricos em antioxidantes, nutrientes e fibras, o que ajuda a perda de peso e alimenta suas bactérias amigáveis do intestino 😉.
 
A maioria das dietas – mesmo aquelas com poucos carboidratos – também inclui frutas em algum grau.
 

5• Concentre-se em Alimentos em vez de Calorias

 
Outra coisa que dietas bem-sucedidas têm em comum é que elas enfatizam a importância de alimentos integrais, de ingrediente único, em vez de restrição calórica.
 
Embora as calorias sejam importantes para o controle de peso, simplesmente restringi-las sem considerar os alimentos que você come raramente é eficaz em longo prazo.
 
Em vez de tentar perder peso ou restringir calorias, torne seu objetivo nutrir seu corpo e tornar-se mais saudável.
 
 
O Essencial:
 
Essas dietas se concentram em alimentos integrais e incentivam as pessoas a limitar a ingestão de alimentos processados, gordura trans, açúcar adicionado e carboidratos refinados.
 
Se você deseja melhorar sua saúde, considere a substituição de alguns dos alimentos processados ​​que você come por alimentos integrais, incluindo vegetais, frutas e grãos integrais.
 
Fonte:
 
 
Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
5 Coisas que Todas as Dietas de Sucesso Têm em Comum
Parece que ultimamente existe dieta brotando do chão, não é? Cada semana é um novo método miraculoso que surge com a promessa de rápido emagrecimento.
 
Mas, existem algumas dietas que mesmo depois de serem testadas por algum tempo, conseguiram manter seu posicionamento como opção saudável.
 
Estas incluem a Dieta Mediterrânica, Dietas Low-Carb, Dieta Paleo e Alimentos Integrais, Dieta Plant-Based.
 
Essas dietas – e outras mostradas como saudáveis ​​a longo prazo – compartilham algumas semelhanças importantes.
 
Aqui estão 6 coisas que as dietas mais famosas do mundo têm em comum.
 

1• Baixo em Açúcar Adicionado

 
Açúcar adicionado é um dos aspectos menos saudável da dieta moderna.
 
Embora algumas pessoas consigam ingerir quantidades moderadas de açúcar sem problemas, a maioria das pessoas está comendo açúcar demais ().
 
Quando você come muita frutose – uma das principais formas de açúcar – ela sobrecarrega o fígado, que é forçado a transformá-lo em gordura ().
 
O fígado é capaz de remover parte dessa gordura, como a lipoproteína de muito baixa densidade (VLDL) – aumentando os triglicerídeos do sangue – mas parte dela permanece no fígado.
 
De fato, acredita-se que a ingestão excessiva de frutose seja um fator importante na doença hepática gordurosa não alcoólica.
 
Também está associada a muitas outras condições, incluindo obesidade, diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.
 
Além disso, o açúcar refinado fornece calorias vazias, pois fornece muitas calorias, mas praticamente nenhum nutriente essencial. (falamos sobre açúcar aqui)
 
A maioria dos especialistas concorda que a ingestão excessiva de açúcar é prejudicial. Portanto, as dietas mais bem sucedidas tornam prioritário reduzir o açúcar adicionado.
 

2• Eliminar Carboidratos Refinados

 
Carboidratos refinados – que são açúcar e alimentos ricos em amido processados, incluindo grãos, que tiveram a maior parte da fibra removida – são outro ingrediente que os especialistas em nutrição acreditam ser prejudicial à saúde.
 
O carboidrato refinado mais comum é a farinha de trigo, que é consumida em grandes quantidades nos países ocidentais.
 
Como os grãos refinados são feitos pulverizando os grãos integrais e removendo o farelo e o endosperma – as partes fibrosas e nutritivas – o amido refinado fornece muitas calorias, mas quase nenhum nutriente essencial.
 
Sem a fibra do grão integral, o amido pode causar picos rápidos no açúcar no sangue, levando ao descontrole alimentar algumas horas depois, quando o açúcar do sangue despenca.
 
Estudos ligam carboidratos refinados a várias condições metabólicas, incluindo obesidade, diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.
 
Embora algumas dietas – como paleo e low-carb – eliminem totalmente os grãos, todas as dietas bem-sucedidas, pelo menos, enfatizam a limitação de grãos refinados e substituí-los por suas contrapartes inteiras e saudáveis.
 
Saiba mais:
 

3• Eliminar Gorduras Trans Artificiais

 
As gorduras trans são geralmente produzidas pela hidrogenação de óleos vegetais, o que os torna sólidos à temperatura ambiente e aumentam a vida útil.
 
Numerosos estudos relacionam gorduras trans ao aumento da inflamação e doenças cardíacas.
 
A evidência é tão forte que muitos países limitaram ou proibiram o uso de gorduras trans nos alimentos.
 
Nos Estados Unidos, a proibição federal de gorduras trans entrou em vigor em junho de 2018, embora os produtos já fabricados ainda possam ser distribuídos até janeiro de 2020, ou em alguns casos, 2021.
 

4• Alta em Legumes e Fibras

 
Muitas dietas limitam ou eliminam certos alimentos.
 
Por exemplo, as dietas baseadas em vegetais minimizam ou eliminam completamente os alimentos de origem animal, enquanto as dietas low-carb e paleo eliminam os grãos.
 
No entanto, embora algumas dietas bem-sucedidas possam restringir vegetais ricos em carboidratos e ricos em amido, todas as dietas saudáveis incluem muitos vegetais em geral.
 
É universalmente aceito que vegetais são saudáveis, e numerosos estudos apoiam isso, mostrando que o consumo de vegetais está ligado à redução do risco de doenças.
 
Legumes são ricos em antioxidantes, nutrientes e fibras, o que ajuda a perda de peso e alimenta suas bactérias amigáveis do intestino 😉.
 
A maioria das dietas – mesmo aquelas com poucos carboidratos – também inclui frutas em algum grau.
 

5• Concentre-se em Alimentos em vez de Calorias

 
Outra coisa que dietas bem-sucedidas têm em comum é que elas enfatizam a importância de alimentos integrais, de ingrediente único, em vez de restrição calórica.
 
Embora as calorias sejam importantes para o controle de peso, simplesmente restringi-las sem considerar os alimentos que você come raramente é eficaz em longo prazo.
 
Em vez de tentar perder peso ou restringir calorias, torne seu objetivo nutrir seu corpo e tornar-se mais saudável.
 
 
O Essencial:
 
Essas dietas se concentram em alimentos integrais e incentivam as pessoas a limitar a ingestão de alimentos processados, gordura trans, açúcar adicionado e carboidratos refinados.
 
Se você deseja melhorar sua saúde, considere a substituição de alguns dos alimentos processados ​​que você come por alimentos integrais, incluindo vegetais, frutas e grãos integrais.
 
Fonte:
 
 
Compartilhe!

SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM