Home » Dicas Honey » 9 Superalimentos Baratos Que Merecem sua Atenção
Dicas Honey
9 Superalimentos Baratos Que Merecem sua Atenção

Nutricionalmente falando, não existem superalimentos 😱 Esse termo foi criado com propósitos publicitários pra influenciar as tendências alimentares e melhorar a venda de certos produtos.
 
A indústria alimentícia concedeu o rótulo de superfood aos alimentos ricos em nutrientes com alguma capacidade para melhorar a saúde.
 
Apesar de muitos alimentos merecerem o título de super, é importante entender que nenhum alimento sozinho tem a chave para uma boa saúde ou prevenção de doenças.
 
Mas já que o termo superalimentos não parece que vai embora tão cedo, pode valer a pena olhar mais de perto algumas opções saudáveis. 😉
 
Aqui estão 9 alimentos baratos e fáceis de encontrar que podem ser dignos do título de superalimento:
 

• Acerola

 
A acerola contém inúmeros nutrientes. Além de flavonoides, vitaminas A, B1 e B6 ela também apresenta minerais como fósforo, ferro, potássio, magnésio e cálcio. Outro famoso componente da acerola é o carotenoide, substância responsável pela cor vermelha da fruta, e com função antioxidante, que auxilia na prevenção do envelhecimento precoce das células.
 
Ajuda no controle do diabetes, reduz os sinais da idade, fortalece o sistema cardiovascular, acelera o metabolismo, facilita a digestão, melhora a circulação e reduz as reações alérgicas, além de estimular o sistema imunológico e melhorar a saúde dos olhos, da pele e do sangue.
 
Além de apresentar elevadíssimo teor de vitamina C. Dentro das estatísticas, a acerola possui 100 vezes mais vitamina C do que o limão, 20 vezes mais do que a goiaba e 10 vezes mais do que o caju ou a amora. Em outras palavras, consumir 3 a 4 frutinhas destas pode suprir a necessidade diária de vitamina C de um adulto.
 
Saiba mais:
 

• Açaí

 
Rico em antioxidantes e nutrientes, combate os radicais livres, ajuda na redução dos níveis de colesterol, no fortalecimento do sistema imunológico, no combate ao envelhecimento precoce e na saúde celular, mental e do coração.
 
O açaí tem antocianina, um pigmento roxo do grupo dos flavonoides que funciona como antioxidante.
 
A gordura contida no açaí traz benefícios comparáveis ao azeite de oliva, pelo alto teor de gordura monoinsaturada. Ele também é rico em proteína, gordura vegetal, vitaminas B1, C e E e minerais ferro, fósforo, cálcio e potássio.
 

• Brócolis

 
Rico em vitaminas A e C, fibras, ácido fólico, cálcio, ferro, potássio, excelente fonte de betacaroteno e proteínas além de magnésio e zinco. Contém propriedades antioxidantes e anticancerígenas. Ajuda a regular a insulina e o açúcar no sangue.
 
Uma substância chamada glucorafanina ajuda na proteção contra os efeitos nocivos dos raios solares sobre a pele. Suas propriedades antioxidantes também são importantes na prevenção de certas doenças. Para quem corre e se preocupa em manter os ossos saudáveis, a vitamina K é uma importante aliada. E vem com uma vantagem: cada 100 gramas tem cerca de 35 calorias apenas.
 

• Cúrcuma ou açafrão-da-terra

 
A cúrcuma é usada na medicina oriental e na culinária do sudeste asiático há séculos. É profundamente anti-inflamatória graças à curcumina, um polifenol natural que também dá a raiz sua cor amarela brilhante. Já são muitas as pesquisas sobre o açafrão, com vários estudos em grande escala.
 

• Jabuticaba

 
A frutinha silvestre 100% brasileira é rica em benefícios. O principal componente protetor são as antocianidinas tendo função de proteger e estimular a reparação dos tecidos ricos em colágeno, principal proteína da pele que proporciona firmeza e elasticidade.
 
Protege também contra a aterosclerose, combate as rugas, reduz a produção de histamina aumentando as defesas do organismo contra substancias mutagênicas. Combate o colesterol LDL, os radicais livres e melhora a circulação sanguínea periférica.
 
Para estes benefícios a jabuticaba deve ser consumida com a casca, que é onde está a maior concentração de antocianinas, portanto deve ser consumida por inteiro.
 

• Melancia

 
Assim como o tomate e a goiaba, a melancia está no topo das fontes naturais de licopeno, um carotenoide antioxidante que combate diversas doenças. Além disso, a melancia tem poucas calorias, sacia com facilidade e, de bônus, oferece grande quantidade das vitaminas A e C.
 

• Própolis

 
Rico em aminoácidos, vitaminas e bioflavonóides, o própolis é um antibiótico natural. Contém propriedades antivirais, antifúngicas, fortalece o sistema imunológico, combate os radicais livres e ainda é capaz de aliviar dores.
 

• Pitanga

 
Essa pequena fruta vermelha se destaca pela quantidade de cálcio que carrega, fósforo e ferro, além de vitaminas A e C, indicando seu elevado poder antioxidante o que faz dela uma poderosa aliada para os ossos, ajudando a prevenir doenças como osteoporose.
 
A pitanga também é rica em licopeno, importante na prevenção de uma série de cânceres, como o câncer de próstata, pulmão e estômago. Para consumir essa fruta, é preciso tomar cuidado com os fungos, que se reproduzem na casca da fruta. Observe se a casca não está com uma textura áspera ou com uma cor diferente.
 

• Tomate

 
Fornece licopeno ao organismo, substância que protege contra tipos de câncer, como o de mama. Além disso, colabora na proteção da pele contra a ação do sol. O tomate contém também polifenois, que ajudam a manter artérias livres.
 
Contém propriedades diuréticas, além de muita água e vitamina C que melhora o sistema imunológico e a absorção do ferro nas refeições.
 
Combate doenças cardiovasculares porque tem antioxidantes que ajudam a manter os vasos sanguíneos saudáveis; Ajuda a prevenir cataratas, pois é rico em vitamina A que é fundamental para a saúde dos olhos.
 
 
Cabe o reforço de que não existe um único alimento no mundo que substitua uma dieta equilibrada. Consumir alimentos funcionais regularmente, em pequenas porções, associados a uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos é fundamental para uma vida saudável!
 
 
Fontes:
 
Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
9 Superalimentos Baratos Que Merecem sua Atenção
Nutricionalmente falando, não existem superalimentos 😱 Esse termo foi criado com propósitos publicitários pra influenciar as tendências alimentares e melhorar a venda de certos produtos.
 
A indústria alimentícia concedeu o rótulo de superfood aos alimentos ricos em nutrientes com alguma capacidade para melhorar a saúde.
 
Apesar de muitos alimentos merecerem o título de super, é importante entender que nenhum alimento sozinho tem a chave para uma boa saúde ou prevenção de doenças.
 
Mas já que o termo superalimentos não parece que vai embora tão cedo, pode valer a pena olhar mais de perto algumas opções saudáveis. 😉
 
Aqui estão 9 alimentos baratos e fáceis de encontrar que podem ser dignos do título de superalimento:
 

• Acerola

 
A acerola contém inúmeros nutrientes. Além de flavonoides, vitaminas A, B1 e B6 ela também apresenta minerais como fósforo, ferro, potássio, magnésio e cálcio. Outro famoso componente da acerola é o carotenoide, substância responsável pela cor vermelha da fruta, e com função antioxidante, que auxilia na prevenção do envelhecimento precoce das células.
 
Ajuda no controle do diabetes, reduz os sinais da idade, fortalece o sistema cardiovascular, acelera o metabolismo, facilita a digestão, melhora a circulação e reduz as reações alérgicas, além de estimular o sistema imunológico e melhorar a saúde dos olhos, da pele e do sangue.
 
Além de apresentar elevadíssimo teor de vitamina C. Dentro das estatísticas, a acerola possui 100 vezes mais vitamina C do que o limão, 20 vezes mais do que a goiaba e 10 vezes mais do que o caju ou a amora. Em outras palavras, consumir 3 a 4 frutinhas destas pode suprir a necessidade diária de vitamina C de um adulto.
 
Saiba mais:
 

• Açaí

 
Rico em antioxidantes e nutrientes, combate os radicais livres, ajuda na redução dos níveis de colesterol, no fortalecimento do sistema imunológico, no combate ao envelhecimento precoce e na saúde celular, mental e do coração.
 
O açaí tem antocianina, um pigmento roxo do grupo dos flavonoides que funciona como antioxidante.
 
A gordura contida no açaí traz benefícios comparáveis ao azeite de oliva, pelo alto teor de gordura monoinsaturada. Ele também é rico em proteína, gordura vegetal, vitaminas B1, C e E e minerais ferro, fósforo, cálcio e potássio.
 

• Brócolis

 
Rico em vitaminas A e C, fibras, ácido fólico, cálcio, ferro, potássio, excelente fonte de betacaroteno e proteínas além de magnésio e zinco. Contém propriedades antioxidantes e anticancerígenas. Ajuda a regular a insulina e o açúcar no sangue.
 
Uma substância chamada glucorafanina ajuda na proteção contra os efeitos nocivos dos raios solares sobre a pele. Suas propriedades antioxidantes também são importantes na prevenção de certas doenças. Para quem corre e se preocupa em manter os ossos saudáveis, a vitamina K é uma importante aliada. E vem com uma vantagem: cada 100 gramas tem cerca de 35 calorias apenas.
 

• Cúrcuma ou açafrão-da-terra

 
A cúrcuma é usada na medicina oriental e na culinária do sudeste asiático há séculos. É profundamente anti-inflamatória graças à curcumina, um polifenol natural que também dá a raiz sua cor amarela brilhante. Já são muitas as pesquisas sobre o açafrão, com vários estudos em grande escala.
 

• Jabuticaba

 
A frutinha silvestre 100% brasileira é rica em benefícios. O principal componente protetor são as antocianidinas tendo função de proteger e estimular a reparação dos tecidos ricos em colágeno, principal proteína da pele que proporciona firmeza e elasticidade.
 
Protege também contra a aterosclerose, combate as rugas, reduz a produção de histamina aumentando as defesas do organismo contra substancias mutagênicas. Combate o colesterol LDL, os radicais livres e melhora a circulação sanguínea periférica.
 
Para estes benefícios a jabuticaba deve ser consumida com a casca, que é onde está a maior concentração de antocianinas, portanto deve ser consumida por inteiro.
 

• Melancia

 
Assim como o tomate e a goiaba, a melancia está no topo das fontes naturais de licopeno, um carotenoide antioxidante que combate diversas doenças. Além disso, a melancia tem poucas calorias, sacia com facilidade e, de bônus, oferece grande quantidade das vitaminas A e C.
 

• Própolis

 
Rico em aminoácidos, vitaminas e bioflavonóides, o própolis é um antibiótico natural. Contém propriedades antivirais, antifúngicas, fortalece o sistema imunológico, combate os radicais livres e ainda é capaz de aliviar dores.
 

• Pitanga

 
Essa pequena fruta vermelha se destaca pela quantidade de cálcio que carrega, fósforo e ferro, além de vitaminas A e C, indicando seu elevado poder antioxidante o que faz dela uma poderosa aliada para os ossos, ajudando a prevenir doenças como osteoporose.
 
A pitanga também é rica em licopeno, importante na prevenção de uma série de cânceres, como o câncer de próstata, pulmão e estômago. Para consumir essa fruta, é preciso tomar cuidado com os fungos, que se reproduzem na casca da fruta. Observe se a casca não está com uma textura áspera ou com uma cor diferente.
 

• Tomate

 
Fornece licopeno ao organismo, substância que protege contra tipos de câncer, como o de mama. Além disso, colabora na proteção da pele contra a ação do sol. O tomate contém também polifenois, que ajudam a manter artérias livres.
 
Contém propriedades diuréticas, além de muita água e vitamina C que melhora o sistema imunológico e a absorção do ferro nas refeições.
 
Combate doenças cardiovasculares porque tem antioxidantes que ajudam a manter os vasos sanguíneos saudáveis; Ajuda a prevenir cataratas, pois é rico em vitamina A que é fundamental para a saúde dos olhos.
 
 
Cabe o reforço de que não existe um único alimento no mundo que substitua uma dieta equilibrada. Consumir alimentos funcionais regularmente, em pequenas porções, associados a uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos é fundamental para uma vida saudável!
 
 
Fontes:
 
Compartilhe!

SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM