Home » Dicas Honey » ALERTA: Os perigos do ressaltador de sabor (glutamato monossódico)
Dicas Honey
ALERTA: Os perigos do ressaltador de sabor (glutamato monossódico)

Esse “tempero” misterioso chamado de glutamato monossódico, glutamato de sódio ou GMS, mais conhecido como ressaltador de sabor pode ser um perigo à saúde e talvez esteja no seu prato diariamente sem você saber!
 
O glutamato monossódico é uma substância utilizada para oferecer um sabor extra aos alimentos. Produzido a partir de um processo de fermentação, ele é geralmente encontrado na culinária chinesa e como aditivo que realça o gosto de alimentos industrializados como vegetais enlatados, sopas, carnes processadas, saladas, refeições fast-food e comidas congeladas em geral.
 
Ele é adicionado aos alimentos para ressaltar o 5º sabor básico que sentimos em nosso paladar: o umami.
Assim como o doce, o azedo, o amargo e o salgado, este sabor é encontrado naturalmente em alguns alimentos e, embora só seja sentido após os demais sabores, ele é o responsável pela sensação agradável que permanece na boca.
 

O Perigo do Glutamato Monossódico

 
Como o próprio nome já indica, é preciso levar em consideração que ele traz o sódio em sua composição. Apesar deste nutriente ser importante para o funcionamento do organismo em relação à regulação do volume do plasma, contração muscular e condução dos impulsos nervosos, ao ser ingerido em altas quantidades ele traz grandes prejuízos à saúde. 😷
 
Quando uma pessoa ultrapassa o limite de ingestão de 2,4 g de sódio diariamente ela coloca o seu corpo em risco de desenvolver problemas como hipertensão, acidente vascular cerebral (AVC), infarto do miocárdio, aneurisma, demência, doença de Alzheimer, insuficiência renal crônica, insuficiência cardíaca e doenças respiratórias, retenção de líquidos e inchaço.
 
Fora os efeitos controversos que os intolerantes à composição do glutamato de sódio podem sofrer logo após a ingestão como coceira, náuseas, suor excessivo, dor no peito, dormência na boca e na garganta, fadiga, palpitações, dificuldade de respirar e alergias.
 

Use com Moderação

 
Apesar de todos os dados alarmantes com relação ao aditivo, ainda não existe um consenso sobre o glutamato ser eleito o maior vilão da cozinha e merecer o título do “sabor que mata”.
 
Conforme a Agência Regulatória para Alimento, Medicamentos e Cosméticos dos Estados Unidos (FDA, sigla em inglês) o glutamato monossódico é seguro se consumido com moderação, muito embora a própria agência já tenha relatado um crescente aumento de reações negativas à ingestão do tempero. Dessa forma, fica com a consciência de cada um consumir ou suspender a ingestão do aditivo.
 
O grande problema, no entanto, é que muitas vezes ingerimos o ressaltador de sabor na composição de outros alimentos que dificilmente nos levantariam suspeitas.
 

Leia os Rótulos!

 
Seja a pessoa que antes de comprar molhos, condimentos e temperos prontos no mercado dá uma lida no rótulo!
 
No início você vai se assustar com a quantidade de produtos vendidos como “orgânicos” ou “saudáveis” que contém glutamato monossódico como parte dos ingredientes. (eu fico chocada também)
 
No rótulo ele pode aparecer como: glutamato monossódico, glutamato de sódio, GMS ou ressaltador de sabor.
 

Alimentos comuns em supermercados que potencialmente contém glutamato monossódico:

 
– Molhos e condimentos prontos, enlatados ou instantâneos (molho de tomate também)
– Caldos para carnes, aves e peixes
– Alimentos em conserva
– Comidas prontas ‘diet’
– Salgadinhos industrializados como batatas fritas, cheetos e nachos
– Carnes e linguiças curadas e defumadas
– Temperos e especiarias prontos e industrializados
– Comida congelada
– Ketchup
– Proteína vegetal hidrolisada
– Sopas em pó ou enlatadas
– Ressaltadores de sabor
 
Fontes:
 
 
Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
ALERTA: Os perigos do ressaltador de sabor (glutamato monossódico)
Esse “tempero” misterioso chamado de glutamato monossódico, glutamato de sódio ou GMS, mais conhecido como ressaltador de sabor pode ser um perigo à saúde e talvez esteja no seu prato diariamente sem você saber!
 
O glutamato monossódico é uma substância utilizada para oferecer um sabor extra aos alimentos. Produzido a partir de um processo de fermentação, ele é geralmente encontrado na culinária chinesa e como aditivo que realça o gosto de alimentos industrializados como vegetais enlatados, sopas, carnes processadas, saladas, refeições fast-food e comidas congeladas em geral.
 
Ele é adicionado aos alimentos para ressaltar o 5º sabor básico que sentimos em nosso paladar: o umami.
Assim como o doce, o azedo, o amargo e o salgado, este sabor é encontrado naturalmente em alguns alimentos e, embora só seja sentido após os demais sabores, ele é o responsável pela sensação agradável que permanece na boca.
 

O Perigo do Glutamato Monossódico

 
Como o próprio nome já indica, é preciso levar em consideração que ele traz o sódio em sua composição. Apesar deste nutriente ser importante para o funcionamento do organismo em relação à regulação do volume do plasma, contração muscular e condução dos impulsos nervosos, ao ser ingerido em altas quantidades ele traz grandes prejuízos à saúde. 😷
 
Quando uma pessoa ultrapassa o limite de ingestão de 2,4 g de sódio diariamente ela coloca o seu corpo em risco de desenvolver problemas como hipertensão, acidente vascular cerebral (AVC), infarto do miocárdio, aneurisma, demência, doença de Alzheimer, insuficiência renal crônica, insuficiência cardíaca e doenças respiratórias, retenção de líquidos e inchaço.
 
Fora os efeitos controversos que os intolerantes à composição do glutamato de sódio podem sofrer logo após a ingestão como coceira, náuseas, suor excessivo, dor no peito, dormência na boca e na garganta, fadiga, palpitações, dificuldade de respirar e alergias.
 

Use com Moderação

 
Apesar de todos os dados alarmantes com relação ao aditivo, ainda não existe um consenso sobre o glutamato ser eleito o maior vilão da cozinha e merecer o título do “sabor que mata”.
 
Conforme a Agência Regulatória para Alimento, Medicamentos e Cosméticos dos Estados Unidos (FDA, sigla em inglês) o glutamato monossódico é seguro se consumido com moderação, muito embora a própria agência já tenha relatado um crescente aumento de reações negativas à ingestão do tempero. Dessa forma, fica com a consciência de cada um consumir ou suspender a ingestão do aditivo.
 
O grande problema, no entanto, é que muitas vezes ingerimos o ressaltador de sabor na composição de outros alimentos que dificilmente nos levantariam suspeitas.
 

Leia os Rótulos!

 
Seja a pessoa que antes de comprar molhos, condimentos e temperos prontos no mercado dá uma lida no rótulo!
 
No início você vai se assustar com a quantidade de produtos vendidos como “orgânicos” ou “saudáveis” que contém glutamato monossódico como parte dos ingredientes. (eu fico chocada também)
 
No rótulo ele pode aparecer como: glutamato monossódico, glutamato de sódio, GMS ou ressaltador de sabor.
 

Alimentos comuns em supermercados que potencialmente contém glutamato monossódico:

 
– Molhos e condimentos prontos, enlatados ou instantâneos (molho de tomate também)
– Caldos para carnes, aves e peixes
– Alimentos em conserva
– Comidas prontas ‘diet’
– Salgadinhos industrializados como batatas fritas, cheetos e nachos
– Carnes e linguiças curadas e defumadas
– Temperos e especiarias prontos e industrializados
– Comida congelada
– Ketchup
– Proteína vegetal hidrolisada
– Sopas em pó ou enlatadas
– Ressaltadores de sabor
 
Fontes:
 
 
Compartilhe!

SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM