Home » Corpo » O que é o catabolismo?
Corpo
O que é o catabolismo?

Você já ouviu falar em catabolismo muscular? É um processo que qualquer um que pratica musculação pode passar, se não forem tomados alguns cuidados. Trata-se de um desgaste excessivo da musculatura envolvida em determinado treinamento. Mas para entendermos o catabolismo temos que saber que existe o seu inverso, que é o anabolismo ou como também é conhecido: metabolismo construtivo. Caracteriza-se por ser um conjunto de reações que resultam na construção de moléculas a partir de outras e por consequência disso o crescimento, regeneração e manutenção de órgãos e tecidos. Mas como fazer para que o treinamento a que você se propõe a fazer não chegue ao catabolismo? Confira no artigo!

Fatores que podem provocar o catabolismo muscular

1 – Excesso de atividade física – A pessoa que exagera nos treinos ou mesmo faz atividades físicas em demasia pode chegar ao estado de catabolismo. O treino com menos volume e mais intenso é mais indicado para quem quer ter mais ganhos na musculação. 2 – Hidratação insuficiente – Manter o corpo hidratado evita o catabolismo, pois a água é responsável por manter a ordem fisiológica e hormonal no nosso organismo. Dependemos dela para que tudo funcione perfeitamente. Consuma no mínimo 2 litros por dia, mas não se limite a essa quantidade, pois dependendo de algumas condições seu organismo pode precisar bem de mais que isso. 3 – Alimentação inadequada – A boa alimentação é fundamental para que seus músculos se refaçam e para que você tenha energia suficiente para treinar. A dieta é essencial para evitarmos o catabolismo, por isso é muito importante o acompanhamento de um profissional para que você conheça a suas reais necessidades proteicas. A dica para não entrar em catabolismo em treinos muito intensos, é alimentar-se antes e depois deles. 4 – Falta de descanso – É fundamental o descanso para que seu músculo cresça e se refaça. Por isso os treinos devem ter a alternância de grupamentos musculares. Seja dormindo ou apenas descansando, seu organismo se recupera do estado catabólico. A dica é você dar a mesma importância que dá aos treinos ao descanso e uma boa noite de sono. 5 – Consumo de álcool – O álcool causa algumas reações no organismo que desencadeia a degradação proteica, acentuando o catabolismo muscular. Vale lembrar que isso ocorre se o hábito no consumo de álcool for frequente, portanto uma cervejinha de vez em quando não vai fazer mal. 6 – Não faça exercícios aeróbicos de longa duração – Evite exageros. Aeróbicos que ultrapassam 60 minutos podem se tornar altamente catabólicos. Pois o corpo usa mais fonte energética e os músculos acabam pagando por isso. Se precisa de aeróbicos, opte pelos mais curtos e intensos, como o HIIT. Na verdade, não existe fórmula para evitarmos o catabolismo, mas sim hábitos saudáveis que vão favorecer o anabolismo e nos incentivar a levarmos uma vida mais saudável. Uma alimentação regrada com os principais nutrientes, descanso e não esquecer de comer algo entre os treinos contam também para evitar a perda muscular. Curta nossa página no Facebook e fique por dentro das novidades fitness!Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
O que é o catabolismo?
Você já ouviu falar em catabolismo muscular? É um processo que qualquer um que pratica musculação pode passar, se não forem tomados alguns cuidados. Trata-se de um desgaste excessivo da musculatura envolvida em determinado treinamento. Mas para entendermos o catabolismo temos que saber que existe o seu inverso, que é o anabolismo ou como também é conhecido: metabolismo construtivo. Caracteriza-se por ser um conjunto de reações que resultam na construção de moléculas a partir de outras e por consequência disso o crescimento, regeneração e manutenção de órgãos e tecidos. Mas como fazer para que o treinamento a que você se propõe a fazer não chegue ao catabolismo? Confira no artigo!

Fatores que podem provocar o catabolismo muscular

1 – Excesso de atividade física – A pessoa que exagera nos treinos ou mesmo faz atividades físicas em demasia pode chegar ao estado de catabolismo. O treino com menos volume e mais intenso é mais indicado para quem quer ter mais ganhos na musculação. 2 – Hidratação insuficiente – Manter o corpo hidratado evita o catabolismo, pois a água é responsável por manter a ordem fisiológica e hormonal no nosso organismo. Dependemos dela para que tudo funcione perfeitamente. Consuma no mínimo 2 litros por dia, mas não se limite a essa quantidade, pois dependendo de algumas condições seu organismo pode precisar bem de mais que isso. 3 – Alimentação inadequada – A boa alimentação é fundamental para que seus músculos se refaçam e para que você tenha energia suficiente para treinar. A dieta é essencial para evitarmos o catabolismo, por isso é muito importante o acompanhamento de um profissional para que você conheça a suas reais necessidades proteicas. A dica para não entrar em catabolismo em treinos muito intensos, é alimentar-se antes e depois deles. 4 – Falta de descanso – É fundamental o descanso para que seu músculo cresça e se refaça. Por isso os treinos devem ter a alternância de grupamentos musculares. Seja dormindo ou apenas descansando, seu organismo se recupera do estado catabólico. A dica é você dar a mesma importância que dá aos treinos ao descanso e uma boa noite de sono. 5 – Consumo de álcool – O álcool causa algumas reações no organismo que desencadeia a degradação proteica, acentuando o catabolismo muscular. Vale lembrar que isso ocorre se o hábito no consumo de álcool for frequente, portanto uma cervejinha de vez em quando não vai fazer mal. 6 – Não faça exercícios aeróbicos de longa duração – Evite exageros. Aeróbicos que ultrapassam 60 minutos podem se tornar altamente catabólicos. Pois o corpo usa mais fonte energética e os músculos acabam pagando por isso. Se precisa de aeróbicos, opte pelos mais curtos e intensos, como o HIIT. Na verdade, não existe fórmula para evitarmos o catabolismo, mas sim hábitos saudáveis que vão favorecer o anabolismo e nos incentivar a levarmos uma vida mais saudável. Uma alimentação regrada com os principais nutrientes, descanso e não esquecer de comer algo entre os treinos contam também para evitar a perda muscular. Curta nossa página no Facebook e fique por dentro das novidades fitness!Compartilhe!

SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM