Home » Dieta » Os 5 Erros da Dieta Low Carb
Dieta
Os 5 Erros da Dieta Low Carb

Quando começamos uma dieta low carb, é comum cair em algumas armadilhas. 😬

A dieta Low Carb é uma dieta bem tranquila de seguir a longo prazo, porque não se trata de contar calorias mas sim de comer as coisas certas a maior parte do tempo. Mas para fazer a dieta de forma correta é preciso trabalhar a mudança de hábitos e a quebra de maus hábitos. Nesse post, contamos os 5 Erros da Dieta Low Carb.

Os 5 Erros da Dieta Low Carb

 

1. Comer muito carboidrato

Não existe uma definição do que é exatamente uma dieta low-carb. Porém, uma descrição comum é a de uma ingestão de menos de 100 a 150 gramas de carboidratos por dia. Mas se você quer entrar em cetose, pode ser preciso experimentar um pouco para descobrir sua quantidade ideal, já que isso depende de várias coisas. Mas a maioria das pessoas precisa ingerir menos de 50 gramas por dia para entrar em cetose total. Isso não te deixa com muitas opções de carboidratos, exceto vegetais e pequenas quantidades de frutas vermelhas.


2. Comer muita proteína

Quando você come mais proteína do que seu corpo precisa, alguns dos aminoácidos na proteína serão transformados em glicose através de um processo chamado gliconeogênese. Isso pode ser um problema em dietas com poucos carboidratos e pode prevenir seu corpo de entrar em cetose completa.

 

3. Não comer ou comer pouca gordura

Quando você fica sem comer carboidrato você precisa conseguir energia de algum lugar, e se você não comer carboidratos, então você tem que adicionar gordura para compensar. Se não fizer isso, você ficará com fome, se sentirá mal e eventualmente desistirá da dieta. Não há nenhuma razão para temer as gorduras, desde que você escolha gorduras saudáveis como a monoinsaturada e Ômega 3 enquanto mantém os óleos vegetais a um mínimo e elimina gorduras trans. Para conseguir essa quantidade de gordura, você deve escolher cortes de carne gordurosos e adicionar gorduras saudáveis como óleo de coco e azeite de oliva às suas refeições. 

 

4. Descuidar do sódio

Um dos principais mecanismos por trás de dietas com poucos carboidratos é uma redução dos níveis de insulina. A insulina tem muitas funções no corpo, como a de dizer às células de gordura para armazenar gordura. Mas outra coisa que a insulina faz é dizer aos rins para guardar sódio. Em uma dieta com poucos carboidratos, seus níveis de insulina diminuem e seu corpo começa a eliminar excesso de sódio e água com ele. É por isso que as pessoas geralmente se livram do inchaço depois de alguns dias em uma dieta de poucos carboidratos. A melhor forma de resolver esse problema é adicionar mais sódio à sua dieta. Você pode fazer isso adicionando mais sal aos seus alimentos.


5. Não esperar o período de adaptação

 A redução drástica do consumo de carboidratos das dietas low carb trazem algumas mudanças em nosso organismo, a primeira delas é que a principal fonte de energia disponível não é mais o carboidrato, mas sim a gordura, a ingerida ou a acumulada em nosso organismo, isso pode acarretar alguns transtornos que podem incomodar no início da dieta. Tenha calma que eles passam, sentir-se mal nos primeiros dias é completamente normal, não desista os resultados vão compensar.

Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
Os 5 Erros da Dieta Low Carb

Quando começamos uma dieta low carb, é comum cair em algumas armadilhas. 😬

A dieta Low Carb é uma dieta bem tranquila de seguir a longo prazo, porque não se trata de contar calorias mas sim de comer as coisas certas a maior parte do tempo. Mas para fazer a dieta de forma correta é preciso trabalhar a mudança de hábitos e a quebra de maus hábitos. Nesse post, contamos os 5 Erros da Dieta Low Carb.

Os 5 Erros da Dieta Low Carb

 

1. Comer muito carboidrato

Não existe uma definição do que é exatamente uma dieta low-carb. Porém, uma descrição comum é a de uma ingestão de menos de 100 a 150 gramas de carboidratos por dia. Mas se você quer entrar em cetose, pode ser preciso experimentar um pouco para descobrir sua quantidade ideal, já que isso depende de várias coisas. Mas a maioria das pessoas precisa ingerir menos de 50 gramas por dia para entrar em cetose total. Isso não te deixa com muitas opções de carboidratos, exceto vegetais e pequenas quantidades de frutas vermelhas.


2. Comer muita proteína

Quando você come mais proteína do que seu corpo precisa, alguns dos aminoácidos na proteína serão transformados em glicose através de um processo chamado gliconeogênese. Isso pode ser um problema em dietas com poucos carboidratos e pode prevenir seu corpo de entrar em cetose completa.

 

3. Não comer ou comer pouca gordura

Quando você fica sem comer carboidrato você precisa conseguir energia de algum lugar, e se você não comer carboidratos, então você tem que adicionar gordura para compensar. Se não fizer isso, você ficará com fome, se sentirá mal e eventualmente desistirá da dieta. Não há nenhuma razão para temer as gorduras, desde que você escolha gorduras saudáveis como a monoinsaturada e Ômega 3 enquanto mantém os óleos vegetais a um mínimo e elimina gorduras trans. Para conseguir essa quantidade de gordura, você deve escolher cortes de carne gordurosos e adicionar gorduras saudáveis como óleo de coco e azeite de oliva às suas refeições. 

 

4. Descuidar do sódio

Um dos principais mecanismos por trás de dietas com poucos carboidratos é uma redução dos níveis de insulina. A insulina tem muitas funções no corpo, como a de dizer às células de gordura para armazenar gordura. Mas outra coisa que a insulina faz é dizer aos rins para guardar sódio. Em uma dieta com poucos carboidratos, seus níveis de insulina diminuem e seu corpo começa a eliminar excesso de sódio e água com ele. É por isso que as pessoas geralmente se livram do inchaço depois de alguns dias em uma dieta de poucos carboidratos. A melhor forma de resolver esse problema é adicionar mais sódio à sua dieta. Você pode fazer isso adicionando mais sal aos seus alimentos.


5. Não esperar o período de adaptação

 A redução drástica do consumo de carboidratos das dietas low carb trazem algumas mudanças em nosso organismo, a primeira delas é que a principal fonte de energia disponível não é mais o carboidrato, mas sim a gordura, a ingerida ou a acumulada em nosso organismo, isso pode acarretar alguns transtornos que podem incomodar no início da dieta. Tenha calma que eles passam, sentir-se mal nos primeiros dias é completamente normal, não desista os resultados vão compensar.

Compartilhe!

SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM