Home » Dicas Honey » Os benefícios da glutamina
Dicas Honey
Os benefícios da glutamina

A glutamina é um aminoácido que proporciona o combustível para células se dividirem mais rápido, aumentando a hipertrofia e melhorando o sistema imune.

Treinos intensos consomem muita glutamina.  Estudos com pessoas que praticam esporte de resistência, mostraram que elas estão mais propensos a adoecerem após alguma competição por causa da diminuição dos níveis de glutamina.

Nutricionistas recomendam o suplemento visando servir de “ponte” para que o organismo produza outros aminoácidos, aumentando assim a saúde global da pessoa.

A Glutamina é utilizada como fonte energética para o sistema imunológico, assim beneficiando em períodos de fadigas após treinos de alta intensidade. Também tem um papel muito importante no anabolismo, na construção de massa muscular.

Benefícios da Glutamina

  • Aumenta a resistência a infecções.
  • Contribui para o crescimento dos músculos.
  • Favorece ao sistema imunológico.
  • Pode contribuir para o melhor funcionamento do intestino, o que contribui para a melhor absorção dos nutrientes oferecidos na alimentação.
  • Pode auxiliar no desequilíbrio de hormônios após desgastes excessivos dos treinos, o que pode beneficiar o estado de humor.
  • A probabilidade de surgimento de doenças degenerativas se torna reduzida com o consumo regular de Glutamina.
  • Pode contribuir positivamente para o controle dos níveis de açúcar na corrente sanguínea, além de auxiliar no funcionamento regular da flora intestinal.
  • Pode auxiliar de forma significativa nas atividades da memória. 

Alimentos com Glutamina

  • Ovos: 4,4%
  • Carne bovina: 4,8%
  • Leite desnatado: 8,1%
  • Tofu: 9,1%
  • Arroz branco: 11,1%
  • Milho: 16,2%

Como tomar a Glutamina? 

Pode ser tomada com ou sem comida, evitando que se misture com alimentos quentes, para evitar a possível degradação e diminuição dos seus efeitos. A glutamina existe em versão pó, em cápsulas ou comprimidos. Pode ser que pó seja melhor uma boa opção para misturar com outros suplementos.

Quais os efeitos colaterais da Glutamina?

O uso de doses elevadas de glutamina (mais de 40 g por dia) pode provocar efeitos colaterais. É contra indicada para pessoas com problemas nos rins e no fígado. Abaixo citamos os efeitos colaterais por consumo elevado da glutamina.

  • Distribuição irregular de outros aminoácidos nos tecidos corporais.
  • Alteração na absorção de aminoácidos pelo intestino, o que pode prejudicar a assimilação de aminoácidos essenciais para o corpo.
  • Sobrecarga dos rins.
  • Prisão de ventre.
  • Diminuição da produção de glutamina pelo organismo, que se adapta à maior ingestão de glutamina e deixa de produzir ou reduz a sua própria glutamina.


 

Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
Os benefícios da glutamina

A glutamina é um aminoácido que proporciona o combustível para células se dividirem mais rápido, aumentando a hipertrofia e melhorando o sistema imune.

Treinos intensos consomem muita glutamina.  Estudos com pessoas que praticam esporte de resistência, mostraram que elas estão mais propensos a adoecerem após alguma competição por causa da diminuição dos níveis de glutamina.

Nutricionistas recomendam o suplemento visando servir de “ponte” para que o organismo produza outros aminoácidos, aumentando assim a saúde global da pessoa.

A Glutamina é utilizada como fonte energética para o sistema imunológico, assim beneficiando em períodos de fadigas após treinos de alta intensidade. Também tem um papel muito importante no anabolismo, na construção de massa muscular.

Benefícios da Glutamina

  • Aumenta a resistência a infecções.
  • Contribui para o crescimento dos músculos.
  • Favorece ao sistema imunológico.
  • Pode contribuir para o melhor funcionamento do intestino, o que contribui para a melhor absorção dos nutrientes oferecidos na alimentação.
  • Pode auxiliar no desequilíbrio de hormônios após desgastes excessivos dos treinos, o que pode beneficiar o estado de humor.
  • A probabilidade de surgimento de doenças degenerativas se torna reduzida com o consumo regular de Glutamina.
  • Pode contribuir positivamente para o controle dos níveis de açúcar na corrente sanguínea, além de auxiliar no funcionamento regular da flora intestinal.
  • Pode auxiliar de forma significativa nas atividades da memória. 

Alimentos com Glutamina

  • Ovos: 4,4%
  • Carne bovina: 4,8%
  • Leite desnatado: 8,1%
  • Tofu: 9,1%
  • Arroz branco: 11,1%
  • Milho: 16,2%

Como tomar a Glutamina? 

Pode ser tomada com ou sem comida, evitando que se misture com alimentos quentes, para evitar a possível degradação e diminuição dos seus efeitos. A glutamina existe em versão pó, em cápsulas ou comprimidos. Pode ser que pó seja melhor uma boa opção para misturar com outros suplementos.

Quais os efeitos colaterais da Glutamina?

O uso de doses elevadas de glutamina (mais de 40 g por dia) pode provocar efeitos colaterais. É contra indicada para pessoas com problemas nos rins e no fígado. Abaixo citamos os efeitos colaterais por consumo elevado da glutamina.

  • Distribuição irregular de outros aminoácidos nos tecidos corporais.
  • Alteração na absorção de aminoácidos pelo intestino, o que pode prejudicar a assimilação de aminoácidos essenciais para o corpo.
  • Sobrecarga dos rins.
  • Prisão de ventre.
  • Diminuição da produção de glutamina pelo organismo, que se adapta à maior ingestão de glutamina e deixa de produzir ou reduz a sua própria glutamina.


 

Compartilhe!

SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM