Home » Dicas Honey » Os Melhores e Piores Alimentos para Músculos Doloridos
Dicas Honey
Os Melhores e Piores Alimentos para Músculos Doloridos

Pulando o #legday porque você ainda está se recuperando do treino de peito e tríceps? A gente te entende. Treinar com o corpo dolorido é muito ruim… Pra te dar aquele help, separamos uma listinha com os melhores e piores alimentos para músculos doloridos 😉
 
Sabe quando depois do treino, começa a doer tudo? Dói pra se vestir, pra ao ir ao banheiro, levantar sacolas então parece mais difícil do que o próprio exercício 😔 Se você tá passando por isso, provavelmente está lidando com DOMS (sigla em inglês para dor muscular de início tardio).
 
Embora isso seja tecnicamente parte do processo de fortalecimento muscular, complementando o treino com a dieta correta, você pode minimizar a resposta e se movimentar novamente no dia seguinte. Aqui estão os melhores e piores alimentos para ajudar seus músculos doloridos.
 

Alimentos que ajudam os músculos doloridos:

 

Água

 
Ela é parte muito importante na reparação e na hipertrofia dos músculos. Afinal, 75% da musculatura é composta de água 💪 Por isso, a queda no nível de hidratação corporal pode prejudicar a performance nos treinos e a recuperação pós-treino.
 
Um estudo realizado na Alemanha aponta que a síntese de proteínas é mais adequada em células bem hidratadas. 💧
 
Hidrate-se!
 

Bananas

 
As bananas são uma fonte fácil de digerir carboidratos de qualidade que ajudam a elevar sua insulina o suficiente para levar proteína ao músculo, estimulando a reconstrução e o crescimento muscular. Elas também são uma das melhores fontes de potássio eletrolítico, o que pode ajudar a reduzir a dor muscular após a ginástica. 🍌
 

Brócolis

 
Um estudo feito pela Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, mostrou que ingerir uma porção de brócolis em pelo menos uma das refeições do dia ajuda a prevenir dores musculares depois dos exercícios. 🥦
 
Saiba mais:
 

Cúrcuma (açafrão-da-terra)

 
Existe alguma coisa que este ouro em pó não pode ajudar? 🤩 Pesquisas iniciais sobre o ingrediente ativo da cúrcuma descobriram que um suplemento de curcumina ajudou a reduzir a dor associada à dor muscular de início tardio, reduziu a lesão e melhorou a recuperação do desempenho muscular. 💪 Adicione uma generosa porção de curcumina à aveia, ovos, smoothies, café e produtos de panificação para obter o efeito.
 

Café

 
Boas notícias para os amantes do café. ☕ Uma pesquisa sugere que uma dose moderada de cafeína (cerca de 2 xícaras de café) pode reduzir a dor pós-treino em 48%! Cafeinado e motivado – esse é o nosso novo lema! 😁
 

Melancia

 
Não há nada tão satisfatório quanto morder um pedaço de melancia frio e suculento depois de uma séria sessão de suor. 🍉 Mas a pesquisa sobre os principais aminoácidos da melancia, a l-citrulina, sugere que ela também pode aliviar os músculos doloridos. 🙌
 
Um estudo descobriu que dar suco de melancia aos atletas – que contém na casca, a maior fonte de l-citrulina – pós-treino ajudou a recuperação da frequência cardíaca e da dor muscular após 24 horas. Os açúcares naturais também ajudam a direcionar a proteína para os músculos e a repor os baixos estoques de glicogênio, enquanto o alto teor de água é essencial para evitar a desidratação das cãibras musculares.
 

Ovos

 
A proteína é o bloco de construção essencial dos músculos, por isso não é surpreendente que adicionar uma fonte de proteína, como ovos, durante ou após um exercício intensivo de resistência, pode ajudar a reduzir o risco de DOMS.
 
Como queijo cottage, os ovos são uma fonte incrível de Leucina, que está ligada à recuperação muscular. E com impressionantes 6 gramas de proteína em cada ovo de 70 calorias, sugerimos preparar um grande lote de ovos cozidos no início da semana para um lanche pós-treino fácil.
 

Queijo Cottage

 
Com cerca de 27 gramas de proteína poderosa por xícara, queijo cottage é o lanche pós-treino preferido no mundo fitness por um motivo. 😉 É uma das melhores fontes da proteína Caseína, o combustível de digestão lenta que é fantástico para rejuvenescer os músculos doloridos enquanto você dorme. 😎
 
Além disso, o queijo cottage também é rico em Leucina, um aminoácido de cadeia ramificada que funciona para acelerar a recuperação e a dor.
 

Salmão

 
Carregado com gorduras ômega-3 anti-inflamatórias, antioxidantes e proteína de construção muscular, o salmão é um alimento pós-treino quase perfeito. Pesquisas sobre o consumo de ômega-3 em atletas sugerem que ele pode ajudar especificamente a prevenir DOMS, inflamação e dores musculares após exercícios.
 
 

Alimentos para evitar quando você tem dores musculares

 
Agora que temos as coisas boas, vamos rever o que provavelmente devemos evitar. Infelizmente, nenhum destes deve surpreendê-lo muito.
 

Açúcar

 
Como a dor muscular é considerada uma forma de inflamação no corpo, faz sentido tentar reduzir os alimentos inflamatórios nos dias em que você trabalha – principalmente os carboidratos refinados, como o açúcar.
 
Um estudo descobriu que beber apenas uma lata de refrigerante açucarado diariamente aumenta os marcadores inflamatórios. Outros carboidratos refinados (pense em pão branco) podem ter um efeito similar. A boa notícia é que as formas naturais de açúcar em alimentos como frutas, leite, grãos integrais e vegetais não produzem o mesmo efeito. Portanto, consiga a sua dose de alimentos integrais quando puder.
 

Álcool

 
Embora não seja aconselhável planejar um treino depois de muitas doses de tequila por alguns motivos bastante óbvios, até mesmo um pouco de bebida pode causar dor pós-treino ou até aumentar o risco de lesões. O álcool desidrata as células, resultando em dores, cãibras e tensões musculares. A pesquisa também mostrou que ela pode interferir na eficiência com que o corpo quebra o ácido láctico, o que também aumenta a dor percebida.
 
 
 
Fontes:
 
 
Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
Os Melhores e Piores Alimentos para Músculos Doloridos
Pulando o #legday porque você ainda está se recuperando do treino de peito e tríceps? A gente te entende. Treinar com o corpo dolorido é muito ruim… Pra te dar aquele help, separamos uma listinha com os melhores e piores alimentos para músculos doloridos 😉
 
Sabe quando depois do treino, começa a doer tudo? Dói pra se vestir, pra ao ir ao banheiro, levantar sacolas então parece mais difícil do que o próprio exercício 😔 Se você tá passando por isso, provavelmente está lidando com DOMS (sigla em inglês para dor muscular de início tardio).
 
Embora isso seja tecnicamente parte do processo de fortalecimento muscular, complementando o treino com a dieta correta, você pode minimizar a resposta e se movimentar novamente no dia seguinte. Aqui estão os melhores e piores alimentos para ajudar seus músculos doloridos.
 

Alimentos que ajudam os músculos doloridos:

 

Água

 
Ela é parte muito importante na reparação e na hipertrofia dos músculos. Afinal, 75% da musculatura é composta de água 💪 Por isso, a queda no nível de hidratação corporal pode prejudicar a performance nos treinos e a recuperação pós-treino.
 
Um estudo realizado na Alemanha aponta que a síntese de proteínas é mais adequada em células bem hidratadas. 💧
 
Hidrate-se!
 

Bananas

 
As bananas são uma fonte fácil de digerir carboidratos de qualidade que ajudam a elevar sua insulina o suficiente para levar proteína ao músculo, estimulando a reconstrução e o crescimento muscular. Elas também são uma das melhores fontes de potássio eletrolítico, o que pode ajudar a reduzir a dor muscular após a ginástica. 🍌
 

Brócolis

 
Um estudo feito pela Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, mostrou que ingerir uma porção de brócolis em pelo menos uma das refeições do dia ajuda a prevenir dores musculares depois dos exercícios. 🥦
 
Saiba mais:
 

Cúrcuma (açafrão-da-terra)

 
Existe alguma coisa que este ouro em pó não pode ajudar? 🤩 Pesquisas iniciais sobre o ingrediente ativo da cúrcuma descobriram que um suplemento de curcumina ajudou a reduzir a dor associada à dor muscular de início tardio, reduziu a lesão e melhorou a recuperação do desempenho muscular. 💪 Adicione uma generosa porção de curcumina à aveia, ovos, smoothies, café e produtos de panificação para obter o efeito.
 

Café

 
Boas notícias para os amantes do café. ☕ Uma pesquisa sugere que uma dose moderada de cafeína (cerca de 2 xícaras de café) pode reduzir a dor pós-treino em 48%! Cafeinado e motivado – esse é o nosso novo lema! 😁
 

Melancia

 
Não há nada tão satisfatório quanto morder um pedaço de melancia frio e suculento depois de uma séria sessão de suor. 🍉 Mas a pesquisa sobre os principais aminoácidos da melancia, a l-citrulina, sugere que ela também pode aliviar os músculos doloridos. 🙌
 
Um estudo descobriu que dar suco de melancia aos atletas – que contém na casca, a maior fonte de l-citrulina – pós-treino ajudou a recuperação da frequência cardíaca e da dor muscular após 24 horas. Os açúcares naturais também ajudam a direcionar a proteína para os músculos e a repor os baixos estoques de glicogênio, enquanto o alto teor de água é essencial para evitar a desidratação das cãibras musculares.
 

Ovos

 
A proteína é o bloco de construção essencial dos músculos, por isso não é surpreendente que adicionar uma fonte de proteína, como ovos, durante ou após um exercício intensivo de resistência, pode ajudar a reduzir o risco de DOMS.
 
Como queijo cottage, os ovos são uma fonte incrível de Leucina, que está ligada à recuperação muscular. E com impressionantes 6 gramas de proteína em cada ovo de 70 calorias, sugerimos preparar um grande lote de ovos cozidos no início da semana para um lanche pós-treino fácil.
 

Queijo Cottage

 
Com cerca de 27 gramas de proteína poderosa por xícara, queijo cottage é o lanche pós-treino preferido no mundo fitness por um motivo. 😉 É uma das melhores fontes da proteína Caseína, o combustível de digestão lenta que é fantástico para rejuvenescer os músculos doloridos enquanto você dorme. 😎
 
Além disso, o queijo cottage também é rico em Leucina, um aminoácido de cadeia ramificada que funciona para acelerar a recuperação e a dor.
 

Salmão

 
Carregado com gorduras ômega-3 anti-inflamatórias, antioxidantes e proteína de construção muscular, o salmão é um alimento pós-treino quase perfeito. Pesquisas sobre o consumo de ômega-3 em atletas sugerem que ele pode ajudar especificamente a prevenir DOMS, inflamação e dores musculares após exercícios.
 
 

Alimentos para evitar quando você tem dores musculares

 
Agora que temos as coisas boas, vamos rever o que provavelmente devemos evitar. Infelizmente, nenhum destes deve surpreendê-lo muito.
 

Açúcar

 
Como a dor muscular é considerada uma forma de inflamação no corpo, faz sentido tentar reduzir os alimentos inflamatórios nos dias em que você trabalha – principalmente os carboidratos refinados, como o açúcar.
 
Um estudo descobriu que beber apenas uma lata de refrigerante açucarado diariamente aumenta os marcadores inflamatórios. Outros carboidratos refinados (pense em pão branco) podem ter um efeito similar. A boa notícia é que as formas naturais de açúcar em alimentos como frutas, leite, grãos integrais e vegetais não produzem o mesmo efeito. Portanto, consiga a sua dose de alimentos integrais quando puder.
 

Álcool

 
Embora não seja aconselhável planejar um treino depois de muitas doses de tequila por alguns motivos bastante óbvios, até mesmo um pouco de bebida pode causar dor pós-treino ou até aumentar o risco de lesões. O álcool desidrata as células, resultando em dores, cãibras e tensões musculares. A pesquisa também mostrou que ela pode interferir na eficiência com que o corpo quebra o ácido láctico, o que também aumenta a dor percebida.
 
 
 
Fontes:
 
 
Compartilhe!

SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM