Home » Corpo » Porque nos irritamos quando temos fome?
Corpo
Porque nos irritamos quando temos fome?

Comer é uma das melhores sensações e dá prazer ao corpo. Comer transcende a necessidade biológica e nos dá uma sensação de prazer porque libera hormônios relacionados ao bem estar (dopamina e serotonina).

Quando passamos por algum momento difícil, comemos para nos sentir melhor. Algumas pessoas que comem mais do que o normal quando ficam nervosas ou angustiadas acontece o oposto, o estômago fecha. Existem outras que só comendo comidas calóricas conseguem sentir a sensação de prazer, como se a comida trouxesse o que ela estava precisando.

Os níveis de glicose diminuem quando o corpo não ingere comida – fator fundamental para o cérebro continuar funcionando – com isso o corpo reage e tenta voltar ao normal dando um sinal de alguma forma com algum problema sendo dor de cabeça, queda de pressão e falta de concentração.

Se o desejo de comer têm a ver com o emocional, muitas vezes o corpo busca comer sem um limite e busca na comida algo para tapar essa necessidade. Comer por impulso pode se tornar um transtorno quando existem causas biológicas, psicológicas e sociocultural.

Outro estado emocional que nos faz comer sem controle é quando estamos ansiosos. Comer algo gostoso quando temos vontade ou desejo não é um delito, mas comer coisas ruins para o corpo de forma constante e descontrolada não é bom. Muitas vezes não podemos desligar a alimentação das emoções, mas deixar que elas nos domine mais cedo ou tarde impacta a nossa saúde.

É importante buscar alternativas para nosso bem estar: meditar, fazer atividade física ou ter algum hobby para ajudar a descarregar. Quando a alimentação estiver, de forma recorrente, como única forma de resposta a algum problema emocional, como os citados acima, vale a pena conversar com seu médico ou psicólogo. 

 

Revisão:

Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
Porque nos irritamos quando temos fome?

Comer é uma das melhores sensações e dá prazer ao corpo. Comer transcende a necessidade biológica e nos dá uma sensação de prazer porque libera hormônios relacionados ao bem estar (dopamina e serotonina).

Quando passamos por algum momento difícil, comemos para nos sentir melhor. Algumas pessoas que comem mais do que o normal quando ficam nervosas ou angustiadas acontece o oposto, o estômago fecha. Existem outras que só comendo comidas calóricas conseguem sentir a sensação de prazer, como se a comida trouxesse o que ela estava precisando.

Os níveis de glicose diminuem quando o corpo não ingere comida – fator fundamental para o cérebro continuar funcionando – com isso o corpo reage e tenta voltar ao normal dando um sinal de alguma forma com algum problema sendo dor de cabeça, queda de pressão e falta de concentração.

Se o desejo de comer têm a ver com o emocional, muitas vezes o corpo busca comer sem um limite e busca na comida algo para tapar essa necessidade. Comer por impulso pode se tornar um transtorno quando existem causas biológicas, psicológicas e sociocultural.

Outro estado emocional que nos faz comer sem controle é quando estamos ansiosos. Comer algo gostoso quando temos vontade ou desejo não é um delito, mas comer coisas ruins para o corpo de forma constante e descontrolada não é bom. Muitas vezes não podemos desligar a alimentação das emoções, mas deixar que elas nos domine mais cedo ou tarde impacta a nossa saúde.

É importante buscar alternativas para nosso bem estar: meditar, fazer atividade física ou ter algum hobby para ajudar a descarregar. Quando a alimentação estiver, de forma recorrente, como única forma de resposta a algum problema emocional, como os citados acima, vale a pena conversar com seu médico ou psicólogo. 

 

Revisão:

Compartilhe!

SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM