Home » Corpo » Você Precisa Fazer Cardio para Perder Gordura?
Corpo
Você Precisa Fazer Cardio para Perder Gordura?

O Cardio tem sido apontado há muito tempo como uma solução para perda de gordura, e muitas pessoas assumem que precisam ficar na esteira ou no elíptico por uma hora todos os dias para mover a balança.

Mas enquanto algumas pessoas vêem resultados de perda de gordura, incorporando cardio em suas rotinas, cardio realmente é necessário para perda de gordura?
 
A resposta curta é: não.
 
No final do dia, a perda de gordura é uma questão de calorias: você pode comer menos calorias do que seu corpo precisa para manter seu peso atual, queimar mais calorias do que seu corpo precisa por meio de atividade física ou aproveitar as duas estratégias.
 
O Combo Cardio-Dieta
 
Dito isto, a pesquisa mostra que combinar exercícios com uma dieta saudável pode ser a melhor opção para perda de gordura, como demonstrado por um estudo sobre obesidade.
 
No estudo, as mulheres pós-menopáusicas com excesso de peso e obesas seguiram um programa apenas de dieta, um programa apenas de exercício ou um programa combinado de exercício e dieta durante um ano. As mulheres que seguiram o programa de combinação tiveram os maiores resultados de perda de gordura, enquanto as mulheres que seguiram o programa somente de exercício tiveram os menores resultados de perda de gordura (10,8% versus 2,4% de perda de gordura). Curiosamente, as mulheres no programa somente de dieta também tiveram resultados significativos até o final do ano (8,5%).
 
O que também é interessante é que as mulheres com apenas exercício e programas combinados realizaram exercícios aeróbicos. As sessões começaram na menor intensidade e atingiram o pico aos 45 minutos por dia, cinco dias por semana.
 
No entanto, como vimos, as mulheres do grupo de combinação perderam apenas um pouco mais de gordura do que as mulheres do grupo somente de dieta. Nesse sentido, o cardio não é necessário para a perda de gordura, mas pode ajudá-lo a alcançar seu objetivo quando combinado com uma dieta saudável.
 
Ainda assim, é cardio, em geral – e cardio em estado estacionário, em particular – a melhor opção de exercício para perda de gordura? Provavelmente não.
 
A Melhor Solução para Perda de Gordura
 
Em vez de confiar em cardio para ajudá-lo a perder gordura, olhe para o seu equivalente: Treinamento de resistência.
 
O treinamento de resistência, particularmente o tipo de treinamento de resistência que aumenta a frequência cardíaca e envolve exercícios complexos de múltiplas articulações, pode ser melhor na conversão de gordura em combustível, além de ajudar a manter a massa muscular 😉💪.
 
Exercícios complexos de resistência multi-articular são exercícios que recrutam múltiplas articulações. Exemplos comuns desses tipos de exercícios incluem agachamentos, deadlifts, push press e remada unilateral. Em contraste com exercícios de articulação única, como rosca de bíceps e extensão de perna, exercícios multi-articulares recrutam uma variedade de grandes grupos musculares – e quanto mais músculos você recruta, maior o desafio e a queima de calorias.
 
Para aumentar sua frequência cardíaca durante o treinamento de resistência, você tem que manipular a intensidade dos exercícios. Isso pode significar levantar pesos pesados, realizar exercícios de força em um ritmo mais rápido e/ou limitar os períodos de descanso.
 
O treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) é uma alternativa popular ao cardio de estado estacionário, mas ainda pode não ajudar muito na construção e manutenção da massa muscular. Incorporando exercícios de força em um treino HIIT, por outro lado, pode te ajudar a misturar os benefícios de cardio e força em uma única sessão.
 
Saiba mais:
 
Exercícios intensos de treinamento de força também podem ajudá-lo a continuar queimando calorias após o término do treino. O treinamento de resistência, se tomar a forma de um circuito, um complexo ou outro tipo de condicionamento metabólico, pode levar o corpo a um sistema de energia que prefere gordura como combustível e criar o chamado efeito pós-queima.
 
Essa “pós-queima” também é conhecida como excesso de consumo de oxigênio pós-exercício (EPOC) e refere-se ao trabalho extra que seu corpo faz para reparar seus músculos e tecidos após um treino intenso, que requer mais energia (ou seja, calorias). Mais calorias são utilizadas por um determinado período de tempo após o exercício [sessão] ser concluído.
 
Se seu objetivo for a perda de gordura, você realmente quer ter certeza de que está fortalecendo seus músculos. O motivo: o músculo consome mais energia (ou seja, calorias) por quilo do que gordura (cerca de 7–13 calorias por dia por quilo de músculo versus 2-5 para gordura) e ter mais músculos no corpo pode ajudar a perder gordura e manter o peso ao longo do tempo. Mesmo que a gordura e o tecido muscular estejam 'ativos' metabolicamente, ganhar e manter um nível saudável de tecido muscular é 'mais caro', o que significa que um corpo com massa muscular adequada queimará mais calorias em repouso, mantendo a proporção de gordura corporal mais gerenciável ao longo do tempo.
 
Treino de Cardio e Força para uma Vida Saudável
 
Embora o cardio não seja necessário para a perda de gordura, tanto o treinamento cardiovascular quanto o de força são componentes importantes a serem incluídos em qualquer estilo de vida saudável. Cardio não deve ser eliminado da rotina regular de exercícios de qualquer pessoa, pois continua sendo uma parte importante da saúde cardiovascular. Enquanto isso, o treinamento de resistência melhora a função cerebral, o equilíbrio, a densidade óssea e reduz o risco de quedas conforme a idade avança.
 
Dica: Faça No mínimo, 2 horas e meia de cardio de intensidade moderada, como caminhada ou corrida, ou 1 hora e 15 minutos de cardio de alta intensidade como o HIIT toda semana. Realize uma rotina de força de corpo inteiro pelo menos dois dias por semana. 😉
 
 
Fonte:
 
Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
Você Precisa Fazer Cardio para Perder Gordura?
O Cardio tem sido apontado há muito tempo como uma solução para perda de gordura, e muitas pessoas assumem que precisam ficar na esteira ou no elíptico por uma hora todos os dias para mover a balança.

Mas enquanto algumas pessoas vêem resultados de perda de gordura, incorporando cardio em suas rotinas, cardio realmente é necessário para perda de gordura?
 
A resposta curta é: não.
 
No final do dia, a perda de gordura é uma questão de calorias: você pode comer menos calorias do que seu corpo precisa para manter seu peso atual, queimar mais calorias do que seu corpo precisa por meio de atividade física ou aproveitar as duas estratégias.
 
O Combo Cardio-Dieta
 
Dito isto, a pesquisa mostra que combinar exercícios com uma dieta saudável pode ser a melhor opção para perda de gordura, como demonstrado por um estudo sobre obesidade.
 
No estudo, as mulheres pós-menopáusicas com excesso de peso e obesas seguiram um programa apenas de dieta, um programa apenas de exercício ou um programa combinado de exercício e dieta durante um ano. As mulheres que seguiram o programa de combinação tiveram os maiores resultados de perda de gordura, enquanto as mulheres que seguiram o programa somente de exercício tiveram os menores resultados de perda de gordura (10,8% versus 2,4% de perda de gordura). Curiosamente, as mulheres no programa somente de dieta também tiveram resultados significativos até o final do ano (8,5%).
 
O que também é interessante é que as mulheres com apenas exercício e programas combinados realizaram exercícios aeróbicos. As sessões começaram na menor intensidade e atingiram o pico aos 45 minutos por dia, cinco dias por semana.
 
No entanto, como vimos, as mulheres do grupo de combinação perderam apenas um pouco mais de gordura do que as mulheres do grupo somente de dieta. Nesse sentido, o cardio não é necessário para a perda de gordura, mas pode ajudá-lo a alcançar seu objetivo quando combinado com uma dieta saudável.
 
Ainda assim, é cardio, em geral – e cardio em estado estacionário, em particular – a melhor opção de exercício para perda de gordura? Provavelmente não.
 
A Melhor Solução para Perda de Gordura
 
Em vez de confiar em cardio para ajudá-lo a perder gordura, olhe para o seu equivalente: Treinamento de resistência.
 
O treinamento de resistência, particularmente o tipo de treinamento de resistência que aumenta a frequência cardíaca e envolve exercícios complexos de múltiplas articulações, pode ser melhor na conversão de gordura em combustível, além de ajudar a manter a massa muscular 😉💪.
 
Exercícios complexos de resistência multi-articular são exercícios que recrutam múltiplas articulações. Exemplos comuns desses tipos de exercícios incluem agachamentos, deadlifts, push press e remada unilateral. Em contraste com exercícios de articulação única, como rosca de bíceps e extensão de perna, exercícios multi-articulares recrutam uma variedade de grandes grupos musculares – e quanto mais músculos você recruta, maior o desafio e a queima de calorias.
 
Para aumentar sua frequência cardíaca durante o treinamento de resistência, você tem que manipular a intensidade dos exercícios. Isso pode significar levantar pesos pesados, realizar exercícios de força em um ritmo mais rápido e/ou limitar os períodos de descanso.
 
O treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) é uma alternativa popular ao cardio de estado estacionário, mas ainda pode não ajudar muito na construção e manutenção da massa muscular. Incorporando exercícios de força em um treino HIIT, por outro lado, pode te ajudar a misturar os benefícios de cardio e força em uma única sessão.
 
Saiba mais:
 
Exercícios intensos de treinamento de força também podem ajudá-lo a continuar queimando calorias após o término do treino. O treinamento de resistência, se tomar a forma de um circuito, um complexo ou outro tipo de condicionamento metabólico, pode levar o corpo a um sistema de energia que prefere gordura como combustível e criar o chamado efeito pós-queima.
 
Essa “pós-queima” também é conhecida como excesso de consumo de oxigênio pós-exercício (EPOC) e refere-se ao trabalho extra que seu corpo faz para reparar seus músculos e tecidos após um treino intenso, que requer mais energia (ou seja, calorias). Mais calorias são utilizadas por um determinado período de tempo após o exercício [sessão] ser concluído.
 
Se seu objetivo for a perda de gordura, você realmente quer ter certeza de que está fortalecendo seus músculos. O motivo: o músculo consome mais energia (ou seja, calorias) por quilo do que gordura (cerca de 7–13 calorias por dia por quilo de músculo versus 2-5 para gordura) e ter mais músculos no corpo pode ajudar a perder gordura e manter o peso ao longo do tempo. Mesmo que a gordura e o tecido muscular estejam 'ativos' metabolicamente, ganhar e manter um nível saudável de tecido muscular é 'mais caro', o que significa que um corpo com massa muscular adequada queimará mais calorias em repouso, mantendo a proporção de gordura corporal mais gerenciável ao longo do tempo.
 
Treino de Cardio e Força para uma Vida Saudável
 
Embora o cardio não seja necessário para a perda de gordura, tanto o treinamento cardiovascular quanto o de força são componentes importantes a serem incluídos em qualquer estilo de vida saudável. Cardio não deve ser eliminado da rotina regular de exercícios de qualquer pessoa, pois continua sendo uma parte importante da saúde cardiovascular. Enquanto isso, o treinamento de resistência melhora a função cerebral, o equilíbrio, a densidade óssea e reduz o risco de quedas conforme a idade avança.
 
Dica: Faça No mínimo, 2 horas e meia de cardio de intensidade moderada, como caminhada ou corrida, ou 1 hora e 15 minutos de cardio de alta intensidade como o HIIT toda semana. Realize uma rotina de força de corpo inteiro pelo menos dois dias por semana. 😉
 
 
Fonte:
 
Compartilhe!

SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM