Categoria:

Destaques

Categoria padrão de banner da página inicial. Não remover.

Minha experiência com o veganismo

Com a dieta vegana, emagrecer nem era o meu objetivo: mas foi uma consequência. O corpo forte e saudável apareceu rápido, sem muito esforço e de maneira MUITO prazerosa! Comia carne pensando que levava um estilo de vida saudável, até ser atraída para o universo do veganismo e descobrir que alimentei meu corpo da forma errada a vida toda!

Por Rafaela Cunha
Comunicóloga com Bacharel em Cinema pela PUC-Rio. Analista de Marketing e Designer da Honey Be.  

Eu nunca imaginei que o veganismo ia cruzar o meu caminho. A jornada dos seres humanos tende a ser bem parecida: a gente nasce, cresce, cria dentes e – rapidamente – come carne. Sempre achei isso normal, afinal, ela nos dá os nutrientes necessários para o nosso desenvolvimento… Mas, será que é isso mesmo?  Eu, como carnívora assídua a vida toda e praticante de atividades físicas, achava que meu corpo era um reflexo dessa boa alimentação.

Depois de adulta, ter uma dieta saudável sempre foi um objetivo meu. Mas, não por uma obsessão com emagrecer, e sim, porque sempre quis ser uma pessoa ativa que leva um estilo de vida saudável. Numa dessas, esbarrei em um documentário da Netflix chamado “Dieta de Gladiadores“: o filme que virou o jogo para mim.

Dieta de Gladiadores

Para resumir, ele mostra histórias de atletas que adotaram o veganismo e, como resultado, passaram a performar MUITO melhor: tanto no pódio, quanto nos exames. A dieta vegana é altamente defendida pelos cineastas – para atletas e não atletas – com argumentos embasados em VÁÁÁRIOS estudos científicos que categorizaram o veganismo como dieta ideal para seres humanos.  

Filme veganismo dieta de gladiadores
Documentário: Dieta de gladiadores (disponível na Netflix)

Minha cabeça deu um 360º e parei para organizar minhas ideias: quer dizer que existem evidências científicas de que nosso sistema digestivo não foi feito para digerir alimentos de origem animal? Que comer carne pode interferir negativamente no meu estilo de vida saudável?

Decidi, então, embarcar numa jornada antropológica e descobrir – por mim mesma – se esse tal de veganismo ia mudar minha vida para melhor.

O CHOQUE – CONHECENDO O UNIVERSO DO VEGANISMO

Bom, a princípio, eu já treinava regularmente e fazia acompanhamento com a nutricionista Krisna Rizzo. Por isso, assim que os créditos do documentário rolaram, já tratei de mandar vários áudios enormes, com um leve ar de desespero, que basicamente diziam – KRISNA! QUERO TENTAR O VEGANISMO! POSSO???? 

Eu, sinceramente, esperava: “Rafa, seu objetivo não é hipertrofia? Como você vai parar de comer carne se você quer trocar gordura por músculo?”. Entretanto, a resposta que eu recebi foi: “CLAAARO, vamos conversar! Eu tenho VÁRIOS pacientes veganos. Certamente, pra seguir esse estilo de vida, têm algumas regrinhas ao montar seu prato, mas é ótimo, excelente. Se você quer mesmo adotar o veganismo, VAMBORA!“.

E nada como o incentivo de uma profissional que confiamos, né?!  

Como montar um prato vegano
Prato vegano equilibrado (Fonte Globo Esporte)

O PROCESSO

Depois disso, adentrei o veganismo. Mais precisamente, em abril de 2021. Porém, eu já estava em um processo de emagrecer: treinava regularmente desde novembro de 2020 e já tinha pulado de 60kg para 55kg.  

COISAS QUE ACHEI QUE IAM ACONTECER E NÃO ACONTECERAM COM O VEGANISMO:  

  • passar fome; ficar magrela (por ser uma dieta com menos gordura); engordar (por ser uma dieta com carboidratos); ficar sem energia pra treinar; sentir muito desejo de carne e outros produtos de origem animal.  

COISAS QUE REALMENTE ACONTECERAM COM O VEGANISMO: 

  • passei a me alimentar muito bem e com abundância (não passo fome); tenho muita energia para treinar (inclusive já evoluí MUITO na academia); experimentei novos alimentos e novos preparos que expandiram meu cardápio de maneira incrível; além disso, meu colesterol caiu de 212 para 153 com um mês de veganismo (VOCÊS TÊM NOÇÃO???); e sabe aquela canseira que dá depois do almoço? A vontade de tirar um cochilo? Pois é, aquilo é o esforço que o nosso corpo faz pra digerir carne. Consequentemente, não sinto mais, tô sempre em ponto de bala!  
Antes e depois veganismo
Comparação do exame de sangue de atletas com dieta vegana e animal

Sei que o que vocês esperam ler aqui é “veganismo: antes e depois”, o resultado do meu corpo. E, sim, eu consegui emagrecer sem perder massa muscular. Como resultado, cheguei aos 52kg no final de maio e estou esperando o momento de fazer uma nova avaliação.

Mas, é importante ressaltar duas coisas aqui: 

  1. Em primeiro lugar, o veganismo é um estilo de vida, é uma ESCOLHA de alimentação altamente nutritiva e saudável. Ele não é uma dieta mirabolante ou um “hack” pra perder peso. Dito isso, é ÓBVIO que – se você tiver uma alimentação altamente nutritiva e montar seu prato vegano de acordo com a orientação de um nutricionista – seu corpo vai perder gordura. Se você aliar isso à prática regular de exercícios físicos, aí sim é a receita pra um corpo forte e saudável. (mas não vale comer só pão e macarrão, né?)  
  1. Em segundo lugar, o meu corpo não é um parâmetro para o seu progresso. Por isso, a melhor competição é a que você faz consigo mesma, comparando a sua evolução de acordo com o SEU processo! 52kg pode ser um peso MUITO baixo para alguns, mas, levando em consideração o meu biotipo e a minha altura, certamente, é um bom peso pra mim. Ou seja, o acompanhamento de uma nutricionista e um personal trainer foram ESSENCIAIS pra me ajudar nessa mudança de estilo de vida.  

CONCLUSÃO

Em suma, o meu processo com o veganismo foi extremamente surpreendente. Reaprender o que é um estilo de vida saudável foi desafiador, porém extremamente prazeroso e gratificante. É ÓBVIO que houve algumas escorregadas no caminho, por exemplo: um sushi no dia dos namorados, um ovinho no café da manhã de aniversário. Afinal, somos humanos e, realmente, é uma trajetória de ADAPTAÇÃO.  

Como eu já disse, para esclarecer, emagrecer é uma consequência. O veganismo é um movimento lindo que ajuda a melhorar a sua saúde e, também, o mundo. É muito legal saber que você está se beneficiando, mas, também, participando de uma causa maior – que ajuda os bichinhos e, além disso, o meio ambiente. Posso afirmar com toda certeza: estou na melhor forma da minha vida! E, acima de tudo, estou feliz.  

E musas, no fim das contas é isso que importa. Seu corpo é sua casa, cuide dele com carinho. Seja treinando pra ficar endorfinada ou se alimentando com o melhor combustível possível para se sentir bem. Xô com esse papo de pressão estética!

Emagrecer pode sim ser ótimo, mas é essencial que isso aconteça porque seu objetivo é QUERER TER SAÚDE.  

QUER SER FORTE COMO UM BOI, QUERIDA? COMA GRAMA! 

QUER SER FORTE COMO UM BOI, QUERIDA? COMA GRAMA!

0 comentário
15 FacebookTwitterPinterestWhatsappTelegramEmail
capa - tendências de inverno

Quando o assunto é tendências de Inverno 2021 o termo “saudosismo” é o que me vem à cabeça. Uma estação cheia de referências vintages. Seja dos anos 60, 70 ou 90, com certeza veremos as tendências que nossos pais e avós usavam voltando para as ruas!

Por Vinicius Teixeira
Assistente de Estilo da Honey Be, Designer de Moda pela UniCesumar (PA) e Consultor de Imagem

Alguém disse brechó?

Sabe aquele blazer que a sua avó usava, e hoje está jogado no fundo do armário? Ou aquela blusa flanelada que seu tio tinha nos anos 90? Fica atenta! Estampas de xadrez tipo flanela estão voltando, e não só nas partes de cima. Podemos ver o famoso xadrez muito bem representado nas coleções das marcas Tommy Hilfinger e Dior como uma das tendências de inverno!

Pensando nisso, a Honey Be trouxe essa estampa para o universo da moda fitness no tecido jacquard, que é uma ótima pedida no inverno 2021. Tanto na legging, quanto no top a estampa pode ser vista em tons mais neutros e frios. Agradando quem já gosta da estampa e também quem está pensando em experimentar.

Imagem - tendência inverno
Tommy Hilfiger, Dior (Reprodução/Vogue), Honey Be (LG1585, TP967)

It’s Disco, honey!

Voltando láá nos anos 70, e compondo uma das tendências de inverno, temos a grande febre musical conhecida como Disco. Veludo, brilho, vinil, cores e mais cores. O Movimento das discotecas inspira uma cartela extremamente vibrante para o inverno de 2021. Mas Vini, cores vibrantes no inverno? Sim! Vai por mim, todos precisamos de um pouco mais de brilho e cor no dia-a-dia, mesmo no inverno. E as passarelas evidenciam isso de uma forma super fashionista.

Outra referência forte do disco são as calças retas e mais abertas na barra, que hoje conhecemos como wide legs. Seguindo essa linha, temos a calça fitness com efeito estonado de modelagem reta CF067. Além das peças da coleção Gloss produzidas em tecido com brilho.

Imagem - Tendência Inverno
Gucci, Ermanno Scervino (Reprodução/Vogue), Honey Be (CF067, BL345, MC217)

Cores e mais cores!!

Eu disse que a cartela de cores vibrantes veio para complementar as tendências de inverno, não disse? Um flashback direto para os anos 60 e 70. Com as estampas psicodélicas podemos usar e abusar das cores mais vivas e dos padrões orgânicos, com um toque surrealista.

A estampa psicodélica foi inspirada na exploração da consciência, oferecida pelos alucinógenos. Hoje, ela sai do street style e passa a fazer parte do catálogo de marcas de grifes. Inclusive, essa parece ser uma das estampas favoritas da Kylie Jenner, está por toda parte no Instagram da empresária. Desde o tie dye clarinho até as cores mais ácidas, o catálogo de peças estampadas da Honey Be tem de tudo da! Experimente combiná-las e criar diferentes mix de estampas.

Imagem - Tendência Inverno
Collina Strada, Marc Jacobs (Reprodução/Vogue), @kyliejenner (Reprodução/Instagram), Honey Be (LG1644, TP1159, LG1783)

Aqueles que sempre voltam

Quem aí lembra daqueles cardigans levinhos com botões na frente, que muitas vezes tinham uma calça no mesmo tecido para combinar? Ou então a famosa gola alta que vai e volta desde os anos 50!! Seja em malharia, tricot ou até crochê, essas duas peças sempre aparecem como tendências de inverno. E hoje vemos as diferentes formas que elas aparecem nas passarelas, desde as mais vanguardistas até as queridas por todas.

E é claro que a Honey Be não vai te deixar na mão nessa! Da uma olhada na nossa coleção Comfy, ela tá cheia de peças com essa pegada canelada, como o macacão da Warm. Temos gola alta em blusas e vestido. E com esse detalhe dos botões? Opção é o que não falta!

Imagem - Tendência Inverno
Prada, Warm (Reprodução/Vogue) Honey Be (VT069, VT060, BL344)

Conclusão

Tudo que vai, volta: A moda se recicla. As tendências de inverno 2021 estão aí pra provar que o retrô tá com tudo, inclusive, na moda fitness. Aposte sem medo e seja fashion até na academia!

Qual das tendências de inverno foi sua preferida? Pretende aderir a uma delas?

0 comentário
1 FacebookTwitterPinterestWhatsappTelegramEmail
Verdade nua e crua na vida a dois

A verdade nua e crua na vida a dois que todo casal passa no amor!

É a verdade nua e crua na vida a dois! Você que namora ou já namorou sabe como um relacionamento pode ser complicado. Pode ficar tranquila! Isso não é só com você, todo casal passa pela mesma coisa. O amor como ele é!

Pra te mostrar que a história se repete em todos os relacionamentos, listei algumas situações que todo casal já passou no começo do lovezão!

O Dia dos namorados tá chegando e nós vamos fugir dos temas tradicionais. Os temas românticos que todos sempre abordam ficarão pra outra ocasião. Decidimos mudar um pouco o roteiro!

É hora de puxar pela memória aqueles momentos que um dia foram embaraçosos, e que, ao longo do tempo, se transformaram em lembranças cômicas – ou não, rs – pra contar no almoço em família.

Comer juntos pela primeira vez:

Na primeira refeição em casal a gente sempre quer causar uma boa impressão, não é mesmo? Atire a primeira pedra quem nunca fingiu amar aquela saladinha com frango pra fazer a phyna que come pouco no date. A vontade mesmo era pedir uma hamburgão com batata grande e um refrigerante de 500ml, né, minha filha?

O fatídico nº2:

Quem nunca ficou com a barriga dura por 3 dias na casa do mozão? O suor desce frio na testa.

Mantenha-se firme e forte, porque o nº 2 é o tipo de coisa que, claro, todo mundo faz, mas principalmente, nós mulheres não gostamos de admitir!

Dica do dia: Ande sempre com um perfuminho na bolsa. Garanto que ele salva nos momentos de aperto!

Flatulências na hora errada:

O amor – e o cheirinho – estão no ar! Esse, com certeza, tá no pódio do Top 5 dos momentos mais constrangedores a dois! A pior das histórias é quando vocês estão rindo muito de algo juntos e aquele punzinho estrondoso escapole no momento de descontração! Aqui vão as estratégias pra sair dessa situação com maestria:

– Tussa ou ria mais alto! Lembre-se: NUNCA se movimente pra não proliferar no ar.
– Culpe terceiros! Seja o cachorro, o barulho do sofá, da roupa. Use a criatividade a seu favor!
– Aceitação! Assuma o B.O, olhe nos olhos dele, bata no peito e fale bem alto: Soltei mesmo! Nesse último caso, a gente fica sem saber onde enfiar a cara! Pelo menos, já quebra essa barreira e tudo fica mais leve depois!

Mulher, se você ainda não passou por isso, não tem jeito, a sua hora vai chegar. Liberte-se!

Mais que amigos, friends:

No começo tudo são flores! Você ama a galera, churrascão todo sábado, futebolzinho toda quinta-feira e segue tudo incrível! Com o passar do tempo, porém, João Pedro já não é mais tão bacana. O Thiago já não sai mais da casa de vocês… O programa de sexta-feira que era o filminho em casal, passa a ser um constante encontro de amigos que dura o final de semana INTEIRO!

E aí, vem a tradicional pergunta: Tá namorando comigo ou com eles?

Brincadeiras a parte, ter amigos ao seu redor e uma boa convivência com os do crush é essencial pro seu relacionamento fluir de forma leve! Nunca esqueça: é importante que os dois saibam colocar na balança. Momentos a dois são necessários pra harmonia do casal!

Essa família é muito unida:

Entra ano, sai ano e as histórias de como você conheceu a família do mozão continuam sendo pauta nas datas comemorativas – o sorrisão amarelo já entra no automático.

No início do namoro a gente tenta evitar ao máximo. Só que uma hora o encontro acontece. A única saída é ligar o modo “sorria e acene”!

As cenas constrangedoras começam: a sogra que não bate na porta quando vai entrar no quarto, o sogro que pergunta o que você faz da vida, a avó que quer saber tudo sobre você e o tio piadista de sempre que adora te deixar sem graça!

As família são todas iguais, você não tá sozinha nessa!

E aí, se viu em alguma dessas histórias? Aproveita pra mandar pro mozão e recordar essas boas e cômicas memórias no Dia dos Namorados!

0 comentário
0 FacebookTwitterPinterestWhatsappTelegramEmail
5 dicas pra se vestir bem na academia

5 dicas valiosas pra se vestir bem na academia com looks fitness

Looks fitness: 5 dicas valiosas pra se vestir bem com roupas de academia. Então, vamos lá! Você já ficou horas encarando o armário, pensando em qual look de academia vestiria melhor? Já se perguntou qual legging seria a ideal pro seu corpo? Preta ou estampada?

Dúvidas que, certamente, toda mulher já teve. Por isso, esse conteúdo é pra você! E pode ficar tranquila. Através do respaldo da estilista da Honey Be, ele foi preparado de forma muito completa!

Depois disso, pode apostar: suas escolhas para o treino diário serão mais confiantes e certeiras.

Dica 1 – descubra qual a melhor legging:

Às amantes de leggings, jogar com estratégia é a grande chave do sucesso! Para as que fazem parte do time das pernas finas e buscam valorizá-las, as leggings estampadas devem ser usadas e abusadas, já que prometem aumentar o volume do corpo.

Por isso, quanto mais coloridas e com estampas diferenciadas como animal print, mais a sensação de valorização na parte inferior será passada.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Legging-Cintura-Alta-Jacquard-Azul-Stone-LG1767-2-1024x1024.jpg

Dica 2 – veja como disfarçar os quadris:

Para quem prefere disfarçar os quadris ou pernas mais grossas, o ideal é apostar em tons escuros e leggings lisas. Além de lindas e sofisticadas, elas prometem alongar mais o corpo, dando menos destaque às curvas.

Dica 3 – saiba como usar um top:

Agora falando de busto. Pra quem tem bustos mais avantajados, a escolha deve ser sempre em alças mais grossas e com maior sustentação.

Cores? Depende do seu objetivo. Se quiser valorizar ainda mais tudo o que Deus te deu, abuse sem medo das estampas. Mas, se você tá atrás de uma pegada mais discreta, o liso neutro é sempre a melhor opção!

Dica 4 – invista em macacão sem medo:

Se você tá com aquele macacão esquecido, bem no fundo do armário, pode colocá-lo na ativa! Essa peça tem o poder incrível de valorizar as curvas como um todo e ainda afina a silhueta.

Sugestão da estilista pra quem vai se arriscar com esse novo look: aposte nos mais básicos pra começar, como o macacão preto, por exemplo.

Dica 5 – use e abuse das meias certas:

De fato, as meias que vão até o joelho estão bombando entre as tendências. Mas, pra quem está querendo disfarçar as pernocas grossinhas, essa não deve ser uma opção.

Procure meias soquetes pra não dar muito destaque à parte inferior.

Dica bônus

Você é livre pra usar o que quiser!

Dessa forma, na moda, incluindo a fitness, não existe regra. Por isso, essas são apenas dicas e estratégias pra valorizar a parte do corpo que você ama ou disfarçar aquela que te incomoda. Sem neura, mulher! Você é musa de todas as formas!


0 comentário
0 FacebookTwitterPinterestWhatsappTelegramEmail