Home » Corpo » Cardio de Baixo Impacto: as 7 Melhores Opções para Articulações com Desgaste
Corpo
Cardio de Baixo Impacto: as 7 Melhores Opções para Articulações com Desgaste

O desconforto e a dor nas articulações podem dificultar o acesso de algumas pessoas aos 150 minutos recomendados de cardio moderado por semana 😔 Por isso, adicionar opções de cardio de baixo impacto à sua rotina pode ser a resposta certa 😉
 

O impacto das forças de reação do solo criadas por atividades como: corrida, ciclismo ou montain bike e exercícios aeróbicos terrestres de alto impacto podem agravar o tecido [articular] e causar inflamação e / ou dor 😰
 
Felizmente, você já sabe a importância de fazer exercícios cardio regulares. Afinal, o cardio é essencial para manter seu coração saudável 💖 E o exercício cardio regular – juntamente com o treinamento de resistência – pode ajudar a reduzir o risco de doenças cardíacas e diabetes tipo 2 e também impedir o ganho de peso. 😉
 
Então, aqui estão as melhores atividades cardiovasculares que você precisa experimentar:
 
1. Natação
 
Se você optar por nadar, fazer uma aula de hidroginástica ou experimentar uma esteira subaquática, você terá um ótimo treino cardio (e resistência) sem forçar as articulações. Qualquer exercício na água é benéfico porque a água compensa parte do peso do corpo nas articulações, enquanto as forças de arrasto adicionam dificuldade.
 
Pesquisas até mostram que a natação pode ajudar a reduzir a dor nas articulações e a rigidez existentes. Um estudo de 2016 descobriu que nadar 45 minutos por dia, três dias por semana, ajudou a aliviar a rigidez e a dor nas articulações em adultos com osteoartrite (OA) após três meses. 😉
 
2. Bicicleta Ergométrica
 
O mesmo estudo descobriu que pedalar 45 minutos por dia, três dias por semana, era tão eficaz quanto nadar para reduzir a rigidez e a dor nas articulações associadas à OA. Além disso, você pode esperar queimar cerca de 210 a 311 calorias durante uma sessão de intensidade moderada de 30 minutos em uma bicicleta ergométrica. Se pedalar em uma bicicleta ergométrica parecer chato, considere fazer uma aula de ciclismo em grupo.
 
Saiba mais:
 
3. Stand-up Paddle
 
O stand-up paddle (também conhecido como SUP) é uma ótima opção de cardio se você mora perto do mar. O SUP envolve trabalho intenso nas extremidades superiores, o que pode aumentar a frequência cardíaca mais rapidamente e mantê-la em intervalos cardiovasculares por mais tempo. Além disso, o stand-up paddle cria equilíbrio, coordenação e força de core.
 
Uma ressalva: o stand-up paddle pode não ser uma boa opção para você, se longos períodos de pé incomodam suas costas ou quadris. ⚠
 
4. Treino de Boxe com Saco de Pancada
 
O boxe pesado com saco de pancada é uma ótima maneira de aumentar a freqüência cardíaca, tonificar e fortalecer os braços. Também pode ajudar na coordenação, força e força na parte superior do corpo, e no tempo de reação, se realizado com o treinamento.
 
Procure clubes de boxe na sua área e verifique com o instrutor se as aulas são adequadas para pessoas com dor e desconforto nas articulações.
 
5. Remo
 
O remo, interno ou externo, oferece um ótimo treino cardio sem dor nas articulações. Além disso, se você mantiver seu esforço vigoroso, poderá queimar 255 a 377 calorias em 30 minutos. É mais do que você queima ao correr a um ritmo de 8 km/h pelo mesmo período de tempo.
 
6. Caiaque
 
Assim como o stand-up paddle, o caiaque envolve um trabalho significativo na parte superior do corpo, e você provavelmente descobrirá que sua frequência cardíaca permanece elevada durante a sessão. No entanto, o caiaque tem uma advertência semelhante à do SUP: pode não ser uma boa opção para você se longos períodos de sessão causam dores nas costas ou nos quadris.
 
7. Elíptico (Transport)
 
O aparelho elíptico é um aparelho de ginástica clássico por um motivo: oferece um treino cardio de baixo impacto que queima calorias sérias. Dependendo do seu ritmo e do seu peso, você pode queimar 270–400 calorias durante uma sessão de 30 minutos. Isso equivale a queimar em um ritmo de 8,2 milhas por hora (11,5 minutos por milha) pelo mesmo período de tempo.
 
 
Fonte:
 

Compartilhe!

PLAYLIST
POSTS MAIS LIDOS
Cardio de Baixo Impacto: as 7 Melhores Opções para Articulações com Desgaste
O desconforto e a dor nas articulações podem dificultar o acesso de algumas pessoas aos 150 minutos recomendados de cardio moderado por semana 😔 Por isso, adicionar opções de cardio de baixo impacto à sua rotina pode ser a resposta certa 😉
 

O impacto das forças de reação do solo criadas por atividades como: corrida, ciclismo ou montain bike e exercícios aeróbicos terrestres de alto impacto podem agravar o tecido [articular] e causar inflamação e / ou dor 😰
 
Felizmente, você já sabe a importância de fazer exercícios cardio regulares. Afinal, o cardio é essencial para manter seu coração saudável 💖 E o exercício cardio regular – juntamente com o treinamento de resistência – pode ajudar a reduzir o risco de doenças cardíacas e diabetes tipo 2 e também impedir o ganho de peso. 😉
 
Então, aqui estão as melhores atividades cardiovasculares que você precisa experimentar:
 
1. Natação
 
Se você optar por nadar, fazer uma aula de hidroginástica ou experimentar uma esteira subaquática, você terá um ótimo treino cardio (e resistência) sem forçar as articulações. Qualquer exercício na água é benéfico porque a água compensa parte do peso do corpo nas articulações, enquanto as forças de arrasto adicionam dificuldade.
 
Pesquisas até mostram que a natação pode ajudar a reduzir a dor nas articulações e a rigidez existentes. Um estudo de 2016 descobriu que nadar 45 minutos por dia, três dias por semana, ajudou a aliviar a rigidez e a dor nas articulações em adultos com osteoartrite (OA) após três meses. 😉
 
2. Bicicleta Ergométrica
 
O mesmo estudo descobriu que pedalar 45 minutos por dia, três dias por semana, era tão eficaz quanto nadar para reduzir a rigidez e a dor nas articulações associadas à OA. Além disso, você pode esperar queimar cerca de 210 a 311 calorias durante uma sessão de intensidade moderada de 30 minutos em uma bicicleta ergométrica. Se pedalar em uma bicicleta ergométrica parecer chato, considere fazer uma aula de ciclismo em grupo.
 
Saiba mais:
 
3. Stand-up Paddle
 
O stand-up paddle (também conhecido como SUP) é uma ótima opção de cardio se você mora perto do mar. O SUP envolve trabalho intenso nas extremidades superiores, o que pode aumentar a frequência cardíaca mais rapidamente e mantê-la em intervalos cardiovasculares por mais tempo. Além disso, o stand-up paddle cria equilíbrio, coordenação e força de core.
 
Uma ressalva: o stand-up paddle pode não ser uma boa opção para você, se longos períodos de pé incomodam suas costas ou quadris. ⚠
 
4. Treino de Boxe com Saco de Pancada
 
O boxe pesado com saco de pancada é uma ótima maneira de aumentar a freqüência cardíaca, tonificar e fortalecer os braços. Também pode ajudar na coordenação, força e força na parte superior do corpo, e no tempo de reação, se realizado com o treinamento.
 
Procure clubes de boxe na sua área e verifique com o instrutor se as aulas são adequadas para pessoas com dor e desconforto nas articulações.
 
5. Remo
 
O remo, interno ou externo, oferece um ótimo treino cardio sem dor nas articulações. Além disso, se você mantiver seu esforço vigoroso, poderá queimar 255 a 377 calorias em 30 minutos. É mais do que você queima ao correr a um ritmo de 8 km/h pelo mesmo período de tempo.
 
6. Caiaque
 
Assim como o stand-up paddle, o caiaque envolve um trabalho significativo na parte superior do corpo, e você provavelmente descobrirá que sua frequência cardíaca permanece elevada durante a sessão. No entanto, o caiaque tem uma advertência semelhante à do SUP: pode não ser uma boa opção para você se longos períodos de sessão causam dores nas costas ou nos quadris.
 
7. Elíptico (Transport)
 
O aparelho elíptico é um aparelho de ginástica clássico por um motivo: oferece um treino cardio de baixo impacto que queima calorias sérias. Dependendo do seu ritmo e do seu peso, você pode queimar 270–400 calorias durante uma sessão de 30 minutos. Isso equivale a queimar em um ritmo de 8,2 milhas por hora (11,5 minutos por milha) pelo mesmo período de tempo.
 
 
Fonte:
 

Compartilhe!
SIGA NAS REDES SOCIAIS
INSTAGRAM